Motivação

Vitalidade é o contrário de depressão, entenda esta relação

Por Redação Doutíssima 02/03/2015

Você nunca imaginou que a depressão poderia estar relacionada com a falta de vitalidade, não é mesmo? Isso porque quando pensamos em depressão, logo imaginamos uma pessoa triste, amargurada e que assim, aos poucos, começa a isolar-se e ficar sem vontade de viver.

 

vitalidade

Há quem confunda depressão com tristeza, que pode ser normal Foto: iStock, Getty Images

 

Todo mundo fica triste. A tristeza é uma condição perfeitamente normal e, em algum momento, qualquer um pode sentir dor e experimentar a frustração de não ver seus sonhos realizados ou, quem sabe, de ter o seu coração partido. A vitalidade permite que ela reaja e que volte a ter a capacidade de viver, de ter vigor e disposição para enfrentar a vida.

Relação entre depressão e vitalidade

 

Mas segundo o escritor Andrew Solomon, autor do livro “O Demônio do meio-dia: o atlas da depressão”, a depressão não tem nada a ver com tristeza. “O oposto da depressão não é felicidade, é a vitalidade” revela. Mas será que é realmente isso? Veja qual é a relação entre a depressão a falta de vitalidade.

Como mencionado acima, muitas pessoas relacionam a depressão com a tristeza. Porém, a tristeza não é depressão, embora essa possa se manifestar como tristeza persistente – um sintoma clássico de depressão clínica. Ao menos isso é o que acreditam alguns especialistas em comportamento. Por isso, a maioria das pessoas confunde depressão com tristeza.

Entretanto, o oposto da depressão não é a felicidade, mas a vitalidade, ou seja, a capacidade de experimentar emoções, incluídas aí a felicidade, a emoção, a tristeza e a dor.

Vitalidade é força e energia

 

Muitas vezes, a depressão atinge a pessoa de tal forma que a mesma não tem força ou energia para reagir a um tratamento. Assim, fica difícil também para quem está do lado de fora tentando ajudar. E mesmo a busca de ajuda profissional tem obstáculos.

Não importa quantas vezes algo tenha funcionado, se a pessoa não consegue reunir energia para virar o jogo, nunca vai funcionar. Sem a vitalidade, uma pessoa é incapaz de fazer as coisas que podem lhe ajudar e acabar com a depressão, e isso só agrava o problema e a faz se sentir ainda pior.

Por isso, segundo a relação entre a depressão e a vitalidade, a segunda é um fator do qual depende a cura completa da primeira.

Como melhorar a sua vitalidade

 

Se você está se sentindo para baixo, e quer mudar esta situação, procure cuidar mais de si mesmo e pensar que tudo o que você precisa é se manter ativo. Não pense, apenas faça.

Manter a vitalidade em sua vida é fundamental para que tudo continue funcionando de maneira correta, inclusive a sua mente, que é muito poderosa. Saber que aumentar a vitalidade pode significar uma melhora em quadros de depressão pode ensinar muitas pessoas a encarar o problema como realmente ele é, e assim ajudar a mais pessoas que passam por este problema.

 

Quando se trata de depressão, um pequeno passo que demonstre o aumento da vitalidade já é um avanço muito grande. Aposte nisso.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros