[the_ad_group id="16403"]
Dieta

Saiba como funciona e quais os benefícios da Dieta da Zona

Por Redação Doutíssima 16/06/2015

Se você quer emagrecer comendo alimentos saudáveis, a dieta da zona pode ser uma boa opção. Criada pelo bioquímico Barry Sears e seguida por celebridades como Madonna, ela propõe refeições balanceadas com quantidades específicas de carboidratos, proteínas e gordura.

 

Também conhecida como dieta 40-30-30, a dieta da zona não impede o consumo de nenhum alimento, apenas a quantidade. Quem segue esse regime alimentar precisa dar atenção não apenas ao que come, mas também à qualidade dos alimentos ingeridos.

dieta da zona

Dieta que propõe equilíbrio de nutrientes precisa de planejamento das refeições. Foto: iStock, Getty Images

Barry Sears acredita que esse balanço específico de nutrientes é capaz de manter os níveis hormonais em uma zona de eficiência, trabalhando da melhor maneira possível para queimar gorduras. A perda de peso não é rápida no início da dieta, mas o médico defende que essa alimentação não compromete a massa muscular.

Apesar das afirmações do criador, a dieta da zona não tem comprovação científica de que melhora a saúde e as funções metabólicas no organismo. Antes de optar por seguir as recomendações, converse com seu médico e veja se esse tipo de alimentação é compatível com o funcionamento do seu corpo e sua busca pela perda de peso saudável.

O que não pode na dieta da zona

Apesar da dieta ser pouco restritiva, ela prima por carboidratos de fontes naturais, como vegetais e frutas. De acordo com o site Medical News Today, essa reeducação alimentar diminui a ingestão de carboidratos processados que interferem negativamente no peso, na produção de insulina e podem causar processos inflamatórios no organismo.

Ao perder o hábito de comer alimentos considerados nocivos, como massas, pães, cereais e qualquer produto feito com farinha refinada, o corpo deve perceber uma melhora. Com o funcionamento do organismo em harmonia, a queima de gordura passa a acontecer de maneira mais eficiente.

Dicas para seguir a dieta da zona

A dieta da zona propõe cinco refeições por dia, sendo três principais e dois lanches. Em cada uma dessas ocasiões, é preciso respeitar o balanço de 40% de carboidratos, 30% de proteína e 30% gordura de boa qualidade.

Você precisa caprichar na quantidade de vegetais. Escolha os orgânicos e de boa qualidade, que oferecem mais benefícios para a saúde. Para cozinhar, você pode usar o óleo comum, mas na hora de servir o prato e temperar a salada use o azeite de oliva extravirgem.

Para suprir a quantidade de proteína e gorduras boas, você deve consumir, principalmente, peixes e ter como opção frango. Uma porção do tamanho da palma da sua mão é a quantidade ideal.

Essa dieta é saudável, mas não é prática

Uma das dificuldades em seguir a dieta da zona é a necessidade de planejamento prévio das refeições. Você precisa estar sempre preparado e ter em mãos os ingredientes necessários para combinar as quantidades exatas de alimentos para as refeições.

Se você é uma pessoa organizada e não se importa em planejar com antecedência seus pratos para cada refeição, isso não deve ser um problema. A maioria dos alimentos pode ser mantido por alguns dias na geladeira ou no freezer.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]