[the_ad_group id="16401"]
Gestante

Dieta pós-parto necessita de atenção e cuidados redobrados

Por Redação Doutíssima 22/06/2015

Voltar ao peso que você tinha antes da gravidez é um desejo? Para a maioria das mulheres que tiveram filhos recentemente isso é uma grande preocupação. Mas com uma boa dieta pós-parto é possível retomar a forma sem comprometer a sua saúde nem a do bebê.

A dieta pós-parto precisa de muito mais atenção do que regimes de emagrecimento feitos em outros momentos da vida. A nova mamãe não pode perder sua energia, essencial para cuidar do filhote e se adaptar à nova rotina, nem comprometer a qualidade do leite materno, que vai alimentar o bebê.

dieta pós-parto

Mulheres precisam ter cuidado com alimentação após nascimento do bebê. Foto: iStock, Getty Images

O primeiro passo para perder aqueles quilinhos extras depois da gravidez é se preparar mentalmente. Assim como em qualquer plano alimentar para queimar gordura, na dieta pós-parto você precisa manter o foco no resultado para não sair da linha e ver o peso indo embora lentamente.

Muitas celebridades já mostraram que é possível voltar à forma antiga. Ivete Sangalo, Carolina Dieckmann, Giovanna Antonelli, Kim Kardashian e Beyoncé retomaram o corpinho escultural mesmo tendo aumentado mais de 20 quilos durante a gravidez.

 

O que comer na dieta pós-parto

A Association of Reproductive Health Professionals (Associação de Profissionais de Saúde Reprodutiva), dos Estados Unidos, explica que toda mulher precisa procurar o acompanhamento nutricional para uma dieta pós-parto saudável. Estilo de vida, quantidade de quilos ganhos na gravidez e tipo de alimentação que segue fazem muita diferença na hora de indicar os melhores alimentos.

O cálcio, por exemplo, precisa estar presente em grande quantidade nos alimentos consumidos. Esse mineral tem diferentes funções no corpo, ajuda a relaxar os músculos, a coagulação do sangue e beneficia os dentes e ossos, tornando-os mais fortes e resistentes. Alimentos ricos em cálcio são: espinafre, laticínios, beterraba e couve.

Outro mineral essencial, durante a gravidez ou na dieta pós-parto, é o ferro. Mulheres que perderam muito sangue durante o nascimento do filho podem ter a recomendação de tomar suplementos com esse ingrediente na fórmula. Alimentos ricos em ferro são: fígado, tofu, espinafre, acelga e passas.

O consumo de peixes é benéfico para todas as pessoas em qualquer momento de vida, sendo assim é um alimento que deve estar presente nas refeições da dieta pós-parto. Ricos em vitaminas A e D, ferro e gorduras boas, podem substituir o consumo de carne vermelha, que em excesso é prejudicial.

Como se manter saudável na dieta pós-parto

Balancear os nutrientes é a melhor maneira de manter a saúde e conseguir perder peso. A associação americana ainda recomenda que, independente do plano alimentar, o consumo de calorias não seja menor do que 1.800 ao dia. A má nutrição pode causar fadiga em excesso, mudanças de humor e comprometer a densidade dos ossos.

Os exercícios podem parecer uma atividade complicada após o parto, mas eles são altamente recomendados para a recuperação do organismo e para a perda de peso. É claro que as atividades precisam começar leves, principalmente em casos de parto por cesárea, por isso pergunte ao seu médico o que ele recomenda no seu caso.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]