[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

Enfisema aumenta a suscetibilidade do organismo à pneumonia

Por Redação Doutíssima 14/07/2015

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), o enfisema, junto com a bronquite crônica, é um problema que afeta os pulmões. Em ambos os casos, esses órgãos ficam comprometidos, afetando a capacidade de respiração do indivíduo. Conhecer as causas e saber como prevenir a doença é uma forma de manter a saúde em dia.

 

O que é o enfisema

Considera-se um enfisema quando os alvéolos, pequenos sacos que colocam o oxigênio em contato com o sangue, ficam cheios de ar, inchados. As paredes dessas bolsas perdem elasticidade e ficam permanentemente infladas, prejudicando a troca do ar natural à respiração.

enfisema

Hábito de fumar é a principal causa do aparecimento de doença que afeta pulmões . Foto: iStock, Getty Images

A maior causa de enfisema é o hábito de fumar. Os fumantes passivos, que convivem diariamente com pessoas que fumam, também estão suscetíveis à doença. Em casos raros, segundo o pneumologista da Santa Casa de Porto Alegre, Adalberto Sperb Rubin, uma predisposição genética também pode causar a enfermidade.

Os principais sinais, segundo o especialista, são a falta de ar, a tosse, o cansaço e o chiado no peito. Muitas vezes confundidos com sintomas de outra doenças que afetam o sistema respiratório, os sinais do enfisema podem passar despercebidos, até que causem complicações mais sérias que atrapalham o dia a dia.

Por não ser reversível, a descoberta tardia dessa condição compromete a qualidade de vida do paciente pelo resto dos anos.

Enfisema e pneumonia

Portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) estão mais suscetíveis ao aparecimento de outras complicações respiratórias pelo fato de os pulmões estarem prejudicados na sua capacidade respiratória e enfraquecidos.

Um estudo financiado pela Spanish Society of Pulmonology and Thoracic Surgery (SEPAR) e o Servicio Andaluz de Salud observou que portadores de DPOC apresentaram  o dobro de casos de pneumonia do que não portadores com a mesma idade.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a pneumonia é uma infecção respiratória aguda que faz com que os alvéolos se encham de pus, dificultando ainda mais a respiração. A vacina da gripe, oferecida pelo órgão, auxilia na prevenção da doença, inclusive em portadores de DPOC.

Outro problema relacionado à condição é no coração. O pneumologista Adalberto afirma que a deficiência respiratória causada pela doença pode sobrecarregar o sistema cardiovascular.

Como prevenir ou parar a evolução do enfisema

De acordo com Adalberto, todos os fumantes precisam fazer acompanhamento médico. “Após os 40 anos, quem fuma precisa fazer o exame para identificar se há enfisema”, afirma.

O médico informa que a condição não é reversível, mas que ela pode ter sua evolução interrompida, evitando maiores problemas de saúde. O primeiro passo é parar de fumar.

Segundo ele, o diagnóstico precoce permite uma maior chance de não comprometer as atividades do dia a dia por problemas de falta de ar. O especialista menciona que tratamentos inalatórios melhoram a capacidade respiratória, bem como a prática de atividades físicas que focam no aparelho respiratório.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]