[the_ad_group id="16403"]
Sexualidade

Veja dicas para atingir o orgasmo no sexo sem penetração

Por Redação Doutíssima 19/07/2015

Algumas pessoas acreditam que a penetração é necessária para que a relação sexual seja completa. Mas não é bem assim. O sexo sem penetração pode ser tão prazeroso e proporcionar o orgasmo para ambos os parceiros. Com carinho e beijos em locais estratégicos, o que era apenas uma preliminar se torna ápice de prazer.

 

Uma pesquisa conjunta entre a Universidade de Bristol, no Reino Unido, e a Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, fez constatações sobre o comportamento sexual humano. Uma das conclusões do estudo foi de que a atração é um processo que mexe com vários sentidos, incluindo visão, paladar e olfato.

sexo sem penetracao

Toques, beijos e outras carícias podem deixar o momento a dois mais prazeroso. Foto: iStock, Getty Images

Assim, o sexo sem penetração pode ser tão intenso quanto com penetração. Saiba mais e conquiste o orgasmo.

 

Sexo sem penetração renova vínculo do casal

Como uma viagem até a adolescência, o sexo sem penetração possibilita experimentar sensações que, muitas vezes, os casais não vivenciam mais. Os amassos, a mão boba passando pelo corpo e os beijos em lugares estratégicos são capazes de reacender uma paixão que estava “apagadinha”.

 

Fantasiar com a adolescência, quando grande parte das inseguranças sexuais estavam presentes, pode garantir ainda mais prazer que o ato de penetrar. O simples toque permite uma comunicação não verbal, que estimula a imaginação e proporciona prazer.

 

Isso é o que diz uma pesquisa da Universidade da Califórnia em Berkeley, nos Estados Unidos. Segundo o estudo, nossa expressão emocional ao tocar alguém estreita relações.

 

Fazer sexo sem penetração é uma forma de renovar o vínculo na vida a dois ou sair da rotina. Ele incentiva as fantasias e traz de volta o clima de sedução. Principalmente para mulheres que têm dificuldade em atingir o orgasmo, ele pode ser uma saída para experimentar o clímax.

 

As preliminares são fundamentais para o momento a dois. Segundo uma pesquisa de 2015, divulgada pela revista Marie Claire, 94% das mulheres e 90% dos homens acreditam que o estímulo antes do ato sexual é tão gostoso quanto o sexo. Com as trocas de carinho intensas, é possível, inclusive, reviver o início do relacionamento.

 

Como praticar o sexo sem penetração

Lembra daqueles amassos no sofá que você dava quando jovem? Naquela época, antes de perder a virgindade, o sexo sem penetração era a saída mais gostosa para ter uma provinha do que viria depois. Aproveite para reviver os toques, beijos e carícias daquele período. Passe sua mão pelo corpo do parceiro, em cima do zíper e vá despertando a excitação nos dois.

 

As mãos e a boca são fundamentais no percurso sexual sem penetração. Desperte as sensações acariciando com movimentos equilibrados, com vigor ou sutileza, dependendo do clima. Barba e mordidas têm papel importante. Dê mordidinhas leves na barriga, na coxa e no bumbum para esquentar ainda mais.

 

A vagina e o clitóris devem permanecer sempre em segundo plano. Valorize os seios, estimulando os mamilos. Com o toque nas mamas, a mulher pode chegar ao orgasmo, basta ter paciência.

 

O períneo é outra zona erógena poderosa. Ele fica entre o ânus e a vagina, onde há grande concentração de terminações nervosas. Vale um carinho com a ponta dos dedos ou a língua.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]