Você já ouviu falar em pseudolismo? Essa palavra que soa um pouco estranha se trata de uma prática sexual muitíssimo pouco explorada pelas mulheres: atingir o orgasmo em um ato sexual imaginário. Acha impossível? Pois saiba que a ciência já provou o contrário e diz que com a força do pensamento é possível chegar lá. Saiba como.

 

Orgasmos imaginando um ato sexual são possíveis

Muitas pessoas acreditam que chegar ao orgasmo é possível apenas a partir da estimulação física com conotação sexual. Essa sempre foi uma crença que pouquíssimos ousavam questionar, mas um estudo conduzido por uma universidade americana mostrou que o pseudolismo é uma realidade a ser explorada.

pseudolismo-doutissima-istock-getty-images
Pseudolismo é uma prática que possibilita atingir o orgasmo em um ato sexual imaginário. Foto: Shutterstock

Para chegar a essa conclusão os pesquisadores da Rutgers University, nos Estados Unidos, estudaram os padrões de orgasmos em algumas voluntárias. Foram colocados equipamentos nelas para que sua atividade cerebral pudesse ser medida, e então os cientistas pediram às mulheres que focassem seus pensamentos em fantasias sexuais.

 

Os resultados foram surpreendentes e mostraram que as áreas do cérebro ativadas em orgasmos genitais e nesses orgasmos imaginários eram as mesmas. Em outras palavras, a sua mente é poderosa o bastante para fazer você chegar lá – tudo isso sem precisar de qualquer ajuda, seja de um parceiro ou das suas próprias mãos.

 

Como praticar o pseudolismo?

Agora que você já sabe que essa prática é possível, que tal dar uma chance a ela e ver como se sai? Não é uma tarefa fácil e exige muita concentração, mas com algumas dicas é possível chegar lá. Saiba como.

 

– Ambiente

 

Obter esse tipo de prazer não é uma tarefa das mais fáceis, sendo ainda mais dificultada se você resolver fazê-la na presença de outra pessoa – ainda que seja seu parceiro. Procure um momento e um lugar em que você possa estar só.

 

– Foco

 

Chegar lá apenas com o poder da mente exige muito foco. Você precisa mergulhar em seus pensamentos eróticos e fantasias e não sair deles. Tenha cuidado que o foco não deve ser o próprio orgasmo, mas sim o prazer. O orgasmo nesse caso será uma consequência natural.

 

– Permita-se

 

Atingir o orgasmo está relacionado à atividade cerebral, e é muito difícil chegar caso você se sinta pressionada ou com vergonha do que está tentando fazer. Libere-se ao prazer e as coisas acontecerão com mais naturalidade.

 

– Autoconhecimento

 

Cada pessoa tem fantasias sexuais bastante particulares e é nelas que deve focar. Não importa que sejam experiências passadas ou vontades para o futuro, o importante é que você pense naquilo que realmente consiga deixá-la excitada.

 

– Explore

 

Agora que você já tem em mente aquilo que deixa você ligada para atingir um orgasmo mental, é hora de explorar a situação. Não seja superficial nesse ponto e imagine todas as possibilidades – visões, cheiros e ideias que você gostaria que se tornassem reais.

 

Caso você não esteja conseguindo chegar lá, algumas coisas podem estar atrapalhando e você deve estar atenta. Depois de várias tentativas frustradas, é possível que sua mente esteja focando mais nessa impossibilidade de atingir o orgasmo do que no ato propriamente dito.

 

Além disso, confira a idealização que está criando em sua cabeça. Descarte aquelas fantasias que você até pode ter e dificilmente colocaria em prática. A chave para o sucesso é imaginar uma situação que poderia ser real – mas que está ocorrendo apenas na sua mente.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


DEIXE UMA RESPOSTA