Clínica Geral

Fumantes têm 10 vezes mais chances de ter câncer de laringe

Por Redação Doutíssima 06/08/2015

O câncer de laringe é uma doença que tem como principal fator de risco o tabagismo. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), pessoas que fumam têm dez vezes mais probabilidade de ter a doença.

 

O que é o câncer de laringe

De acordo com a otorrinolaringologista Viviane Feller Martha, estudos mostram que a pessoa que fuma tem um risco muito maior de desenvolver um câncer de laringe se comparado a uma pessoa não exposta à fumaça do cigarro. Além disso, outro fator de risco importante é a ingestão de bebidas alcoólicas.

cancer de laringe

Tabagismo e consumo de álcool facilitam o aparecimento de tumor na laringe. Foto: iStock, Getty Images

O álcool atua como promotor ao desenvolvimento do tumor. “Um dado importante é que o álcool potencializa o efeito nocivo do cigarro”, diz a médica. Ela afirma que estudos atuais indicam que as estatísticas que mostravam maior incidência entre os homens está caindo. Isso quer dizer que a doença entre as mulheres está aumentando em função de uma nova realidade social.

 

O sintoma mais característico do câncer de laringe é a rouquidão. “Ainda é a disfonia o principal sintoma da doença na região das pregas vocais”, afirma. Ela acrescenta que esse foi o motivo do Dia Nacional da Voz, criado pelo otorrinolaringologista gaúcho Nedio Steffen, ter recebido apoio de mais de 22 países.

 

De acordo com a médica, a cultura de conscientização da mudança da voz como problema de saúde permite um diagnóstico precoce com maiores chances de cura. “As pessoas procuram o otorrinolaringologista ou a fonoaudiologia, voz rouca deixou de ser ‘sexy’ e tornou-se um alerta”, explica.

 

Além da rouquidão, outros sintomas que podem ocorrer no câncer de laringe são dor na garganta e dificuldade para engolir, para respirar ou falta de ar. Quanto antes for realizado o diagnóstico, feito por biópsia, melhor para evitar que o tratamento resulte em deformidades.

 

Além de possibilidade de problemas nos dentes, fala e deglutição, a laringectomia total resulta na perda da voz pela retirada da laringe e em traqueostomia definitiva, a abertura de um canal na traqueia. Embora algumas técnicas já possibilitem a preservação e reabilitação por próteses.

 

Quando o tratamento cirúrgico não é possível, ou é necessário apoio complementar, é feito o encaminhamento ao oncologista. Radioterapia e quimioterapia são também alguns dos tratamentos possíveis. 

 

Câncer de laringe 

Dados sobre câncer de laringe

Um estudo feito para o Dia Mundial sem Tabaco, considerando os anos de 2013 e 2014, indicou que pessoas acima dos 60 anos são as mais atingidas por câncer de laringe: 24% de um universo de 3.986.360 pessoas no primeiro ano e 35% de 4.103.181 pessoas no segundo, com média de 29,5%.

 

De acordo com o INCA, a chance que já é 10 vezes maior de desenvolver esse câncer entre fumantes sobe para 43 se associada ao consumo de bebidas alcoólicas. Alimentação inadequada e desgaste no uso da voz contribuem ainda mais para agravar o quadro.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros