Sexualidade

Descubra mitos e verdades sobre perder a virgindade

Por Redação Doutíssima 20/08/2015

Quando é hora de perder a virgindade, muitas mulheres ficam cheias de dúvidas e inseguranças. O tema é cercado de mitos, que geralmente envolvem dor e sofrimento, mas nem sempre é tão dramático assim. Na realidade, há muitos equívocos quando se trata de virgindade.

 

De acordo com um estudo publicado no The Journal of Sex Research, a primeira relação sexual tornou-se uma experiência significativamente melhor do que era há 20 anos. Hoje existe menos ansiedade e mais prazer para homens e mulheres, principalmente porque há mais informação e esclarecimento sobre os mitos que envolvem perder a virgindade.

perder a virgindade

Por causa do nervosismo, é possível sentir desconforto na primeira relação sexual. Foto: iStock, Getty Images

 

Mitos sobre perder a virgindade

1. Vai doer

perder a virgindade doutissima shutterstock 01

Foto: Shutterstock

Mito. Não há garantia alguma de que haverá desconforto, e perder a virgindade não deve ser sinônimo de dor incapacitante.

Quando as meninas ficam nervosas, suas vaginas ficam tensas e apertadas e tornam a penetração mais difícil e dolorosa, causando às vezes até mesmo sangramento.

Logo, a melhor forma de minimizar essas chances na hora de perder a virgindade é preparar o corpo adequadamente para a penetração. Tenha certeza que você está confortável e relaxada.

 

2. Será um evento mágico

perder a virgindade doutissima shutterstock 02

Foto: Shutterstock

Mito. A maioria das meninas é constantemente levada a acreditar que perder a virgindade é um rito de passagem, e que a partir daí elas vão começar a se sentir mulheres ou adultas.

A verdade é que você não vai se sentir mais responsável ou ter qualquer outro sentimento após fazer sexo. Isso não quer dizer que a perda da virgindade não será um grande evento em sua vida, mas procure não criar expectativas, evitando frustrações.

 

3. Você não pode ficar grávida ou contrair DSTs na primeira vez

perder a virgindade doutissima shutterstock 03

Foto: Shutterstock

Mito. Sim, pode. Todas as pessoas que são sexualmente ativas precisam considerar proteção contra gravidez e doenças sexualmente transmissíveis. Isso significa praticar sexo seguro, usando preservativos.

Acredite, eles não vão necessariamente fazer o sexo ser menos agradável – pelo contrário, as chances de você relaxar fazendo com segurança são bem maiores.

 

4. O hímen é o marcador definitivo da virgindade

perder a virgindade doutissima shutterstock 04

Foto: Shutterstock

Mito. Não há traço físico que indique a virgindade – nem mesmo a presença do “hímen.”  A teoria é que ele é uma deformidade genética que foi acidentalmente espalhada por muitas culturas.

Alguns ainda acreditam que ele serve com algum propósito ao feto, talvez para impedir bactérias de entrarem na vagina. A ciência, porém, ainda não encontrou uma explicação definitiva para ele. De todo modo, saiba que o hímen pode se romper de várias maneiras, desde passeios a cavalo a apenas o desgaste ao longo do tempo.

 

O que acontece depois de perder a virgindade

Depois de ter relações sexuais, especialmente se for sua primeira vez, é possível experimentar vários sentimentos, alguns bons e outros emocionalmente confusos. Por exemplo, você pode se sentir preocupada ou culpada, ou o sexo pode aumentar seus sentimentos de afeto pelo parceiro.

Se você está tendo problemas para lidar com essas questões, converse com seu parceiro ou outras pessoas que você confie, como amigos, membros da família ou até mesmo um profissional de saúde mental.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros