Dica do Nutricionista

Tire proveito dos benefícios do gergelim para a sua saúde

Por Redação Doutíssima 23/08/2015

Até no pão do fast food ele está presente. Pequeno e fácil de adicionar aos alimentos, o gergelim é fonte de fibras, gorduras boas e muitos nutrientes. Incluir essa semente e seus derivados na dieta pode trazer inúmeros benefícios para a saúde.

 

A nutricionista Cassia de Marcos informa que o gergelim é uma das plantas mais antigas cultivadas pelo homem. De todo o pé, somente a semente é aproveitada e ela pode ser encontrada para consumo com ou sem casca, inteira ou moída, e também como óleo, manteiga ou pasta.

gergelim

Pequena semente fornece cálcio ao organismo e ajuda a regular a ação intestinal. Foto: iStock, Getty Images

 

Benefícios do gergelim

De acordo com a nutricionista, essa semente possui fibras, antioxidantes, fitoesteróis e ácidos graxos essenciais ômegas 3 e 6. Os últimos bloqueiam a produção do colesterol ruim.

O gergelim também tem aminoácidos que, junto com as gorduras boas, melhoram a memória por facilitarem a transmissão de impulsos nervosos. Na semente é encontrada uma quantidade significativa de lecitina, componente essencial no tecido nervoso que influencia na função das glândulas sexuais e facilita a dissolução de gorduras, informa Cassia.

Mas a lista de benefícios dessa sementinha ainda não acabou. “A cada 100 gramas, encontramos 417 microgramas de cálcio, que é quatro vezes mais do que leite e derivados”, salienta a nutricionista. Ainda tem fósforo, ferro, magnésio, zinco e manganês.

Todos esses nutrientes da semente contribuem para diversas áreas do organismo. O potencial é de auxiliar na manutenção de massa óssea e prevenção da osteoporose, ajudar no controle de massa gorda, tanto na quebra de gordura quanto na redução do armazenamento de tecido adiposo, explica Cassia.

Amplamente utilizado para regular o intestino, o gergelim tem propriedades laxativas. O alto teor de fibras ainda influencia no controle da absorção de açúcar e do colesterol ingerido. Por último, a sementinha ainda estimula o sistema imunológico e tem ação antioxidante.

Como incluir gergelim da alimentação

In natura ou torrada, Cassia ensina que a melhor forma de consumir a semente é na sua forma integral com casca. Ela comenta que na versão crua, esse alimento pode ser usado para receitas como pães, bolos, biscoitos e doces.

Já a versão torrada, por tem um sabor mais agradável, pode acompanhar saladas de folhas ou de frutas, sopas e para fazer o gersal, um condimento que combina a semente com sal. Ainda pode ser usado para empanar alimentos que podem ser dourados no forno ou em uma frigideira, indica a nutricionista.

Uma maneira muito prática de trazer o gergelim para a sua rotina é com o tahine, uma pasta feita com as sementes tostadas e moídas. Pode ser usado no preparo de receitas, principalmente nas de origem árabe, ou para passar no pão.

Preto, marrom ou branco, o pequenino grão deve ser armazenado em local seco e arejado, fora do alcance da luz.

Por fim, o óleo produzido através da prensagem das sementes tem grande concentração de ômega 6 e sabor acentuado. Segundo a especialista, é eficaz no tratamento e prevenção de distúrbios relacionados à TPM, eczemas e irritações na pele. Ele também pode ser usado no preparo dos alimentos ou no tempero da salada.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros