Imagine uma técnica de massagem que, além de aliviar tensões e proporcionar o relaxamento, serve ainda para modelar o corpo. Pois saiba que ela existe e se chama bambuterapia. Criado na França pelo terapeuta Gil Amsallem, o tratamento é feito com bambus de diferentes tamanhos.

 

A técnica pode ser aplicada com enfoque no relaxamento, ou na moldagem do corpo. Em ambos os casos, o bambu é benéfico por estimular a circulação sanguínea e linfática. Além de aliviar tensões, a bambuterapia pode ajudar a delinear a silhueta e, por estimular o fluxo de sangue, também combate a celulite.

bambuterapia
Hábitos de vida saudáveis e massagem com bambu ajudam a diminuir celulites e medidas. Foto: iStock, Getty Images

 

Entenda como funciona a bambuterapia

O profissional que aplica esse tipo de terapia se utiliza de pequenas hastes de bambu para fazer a massagem. O tamanho do bambu varia dependendo da região a ser tratada. Ele pode ser usado, especialmente, nas áreas mais afetadas pela gordura localizada, flacidez e celulite.

Se o enfoque for o relaxamento, o bambu pode ser utilizado para massagear as costas, os ombros e, inclusive, a face. Considerando que a técnica estimula a circulação, também pode ajudar a prevenir o envelhecimento precoce da pele. Especialmente quando aliada a outros tratamentos estéticos localizados.

A bambuterapia, ao promover o relaxamento corporal, também auxilia na redução do estresse e contribui para que o corpo libere novas energias. Nesse cenário, os benefícios são muitos: a pele fica mais flexível e a pessoa pode se sentir menos inchada e pesada.

Por isso, dependendo do caso, a massagem com bambu pode ser mais eficaz que a drenagem linfática. Ela é indicada, especialmente, para quem objetiva reduzir medidas, celulite e flacidez. Mas antes de se submeter ao procedimento, é importante conversar com o seu esteticista para avaliar se essa é, de fato, a melhor opção de tratamento para você.

Bambuterapia: contraindicações

A massagem possui as mesmas contraindicações que outras técnicas modeladoras: pessoas diagnosticadas com câncer, diabetes, trombose, febre ou qualquer tipo de processo infeccioso não devem se submeter ao tratamento. Daí a importância de conversar com um profissional capacitado.

Lembre-se de que, para aplicar a massagem com bambu, o especialista precisa ter conhecimentos sólidos de anatomia e fisiologia. Caso contrário, ao invés de promover o relaxamento e o alívio de tensões, o procedimento poderá ocasionar lesões.

É importante considerar, também, que a massagem com bambu sozinha não faz milagres. Independente do seu objetivo, seja ele emagrecer e definir melhor o corpo, ou apenas reduzir o estresse, lembre-se de que para isso é indispensável manter hábitos de vida saudáveis.

Além de fazer as sessões de bambuterapia, procure manter uma alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos com regularidade. Assim, os efeitos do procedimento serão potencializados e, naturalmente, mais duradouros.

Os preços para uma sessão de bambuterapia variam. O valor médio de um atendimento custa em torno de 50 reais. Mas como a massagem estética necessita de uma periodicidade para oferecer bons resultados, muitas clínicas oferecem pacotes com um determinado número de sessões.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 

É fã do Doutíssima? Acompanhe o nosso conteúdo pelo Instagram!


DEIXE UMA RESPOSTA