De uma hora para outra você esqueceu o nome de um amigo ou parente próximo, ou não consegue lembrar o nome daquela música que é sua favorita desde a adolescência. Lapsos de memória como esses acontecem e logo você se recorda das informações, caso diferente de uma amnésia.

A principal diferença entre as duas ocasiões é a consciência. Com lapsos de memória você se dá conta que não lembra de algo e muitas vezes fica se esforçando para recordar e, eventualmente, consegue. A amnésia acontece sem que se perceba que o que foi guardado ao longo do tempo se perdeu.

Além disso, a amnésia pode ser sintoma para algumas doenças. A mais conhecida por mexer profundamente com a memória é o Alzheimer, mas não é a única.

lapsos de memória doutíssima istock getty images
Exercitar o cérebro previne problemas como lapsos de memória. Foto: iStock, Getty Images

 

Lapsos de memória ou amnésia?

Amnésia é a perda de memória, temporária ou permanente. Mas diferente de lapsos, essa perda pode ocorrer progressiva e lentamente.

Além de não conseguir lembrar das coisas, a amnésia também pode interferir na orientação temporal e espacial de uma pessoa. Estresse, esforço físico excessivo e idade avançada podem causar esse tipo de perda de memória.

O Ministério da Saúde descreve a amnésia como a perda parcial ou completa da capacidade de recordar experiências do passado ou de formar novas memórias. A origem do problema pode ser orgânica, quando há problemas nas funções biológicas do cérebro ou psicológica.

 

lapsos de memória infográfico doutíssima 

Exercitar a memória previne problemas

Não há razão para sentir-se envergonhado ao ter lapsos de memória, acontece com todo mundo, é natural. Muitas vezes isso ocorre porque o cérebro faz umas faxinas de vez em quando, livrando-se daquilo que não parece ser útil para dar espaço a novas informações.

Não há medicamentos que previnem os lapsos de memória ou a amnésia. Mas manter o cérebro ativo com alguns exercícios é benéfico para a prevenção de alterações.

Um estilo de vida saudável faz parte das atividades para manter a memória em dia. Dormir bem e o tempo suficiente para o seu descanso é fundamental para guardar informações. Acredita-se que enquanto os sonhos acontecem a memória coloca em ordem tudo que foi absorvido durante o dia para ser arquivado.

Esse é um “exercício” fácil e automático, basta garantir a tranquilidade para uma boa noite de sono. Mas algumas atividades específicas precisam ser desenvolvidas para fazer com que tudo funcione melhor.

Exercícios para a memória ajudam a desenvolver a atenção e as percepções através dos sentidos, a construir imagens mentais e organizar as informações. Palavras cruzadas, Sudoku e outros jogos que desafiam a mente são ótimas atividades para se prevenir contra lapsos de memória ou até amnésia.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


DEIXE UMA RESPOSTA