Se você sabe através de um exame que está grávida, mas não experimenta qualquer sintoma, esse fenômeno é conhecido como gravidez silenciosa. Todas as mulheres respondem de forma diferente à gestação.

Algumas experimentam cansaço, azia e enjoo no primeiro trimestre, mas em alguns casos raros esses sintomas muitas vezes não aparecem. O fenômeno pode ser preocupante para a nova mamãe, já que em certas vezes elas descobrem que estão grávidas apenas ao entrar em trabalho de parto.

gravidez silenciosa istock getty images doutíssima
Muitas mulheres não sentem sintomas e só percebem que estão grávida após exames. Foto: iStock, Getty Images

 

Mulheres podem ter uma gravidez silenciosa 

Não há nenhuma razão para pensar que você terá necessariamente náuseas durante todo o primeiro trimestre. Na realidade, algumas mulheres nunca se sentem enjoadas na gravidez e isso é normal, enquanto outras não sentirão quaisquer outros sinais até atingirem seis a sete semanas de gestação.

 

Essa circunstância não é preocupante no início. Ela passa a ser um potencial problema caso a falta de sintomas persista após o primeiro trimestre de gestação.

 

Segundo uma pesquisa sérvia publicada na revista Medicinski Pregled, a gravidez silenciosa é um fenômeno particularmente raro. De acordo com o levantamento, 1 em cada 475 mulheres não sabe que está grávida nas primeiras 20 semanas de gravidez, 1 em cada 2.455 mulheres não têm ciência da gestação na segunda metade do período, e 1 em cada 7.225 mulheres descobre a gravidez apenas no momento do parto.

 

Por que isso acontece? 

Não existem estudos conclusivos quanto às causas de uma gravidez silenciosa. Porém, diversas hipóteses são levantadas por aqueles que buscam avaliar esse fenômeno mais a fundo.

 

Em geral os exames utilizam o índice do hormônio HCG para determinar se uma mulher está grávida ou não. Todavia, segundo um cientista da Universidade de Turin, nem sempre os fetos produzem quantidade significativa de HCG e, assim, os testes de gravidez dão um “falso negativo”.

 

Ele explica que isso é mais propenso a ocorrer em mulheres que tenham mais tendência a terem altos níveis de estresse e que o efeito inverso também é possível ocorrer. Em outras palavras, a mulher é capaz de criar um estado mental de que está grávida, produzir grande quantidade de HCG e o teste indicar um “falso positivo”.

 

Há ainda outros estudos que vinculam a gravidez silenciosa a alterações hormonais, sugerindo que ela pode estar ligada a certas condições e circunstâncias. São exemplos a síndrome dos ovários policísticos, que afeta o sistema endócrino de mulheres em idade reprodutiva, bem como uma gestação recente e o fato de a mulher estar amamentando.

 

Como os sintomas mais comuns da gravidez são a suspensão da menstruação, as náuseas matinais nas primeiras semanas e o aumento de peso e abdômen, mulheres que já apresentem algum desses sinais também podem não se dar conta de que estão grávidas. Uma mulher que tem problemas de obesidade, por exemplo, é capaz de considerar normal um aumento de peso ou até mesmo do tamanho de seu abdômen.

 

A gravidez silenciosa é bastante arriscada tanto para a futura mamãe quanto para o bebê. Durante o período, as mulheres devem ter cuidados redobrados com a alimentação e também abandonar eventuais maus hábitos, como o cigarro. Dessa forma, assim que você suspeitar que algo estranho está acontecendo e não entende a origem, considere consultar um médico para verificar a razão desse problema e fazer um teste de gravidez.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 


DEIXE UMA RESPOSTA