Qualidade de vida

Confira 5 cidades históricas brasileiras para você visitar

Por Redação Doutíssima 27/10/2015

Com a cotação do dólar próxima aos R$ 4, os brasileiros podem optar por conhecer melhor o País, principalmente as cidades históricas. Destinos que não apenas esbanjam pontos turísticos, mas também guardam fatos e características que auxiliam o turista a entender acontecimentos políticos e detalhes da colonização no Brasil.

Além disso, a maioria da rotas oferece passeios a museus, trilhas ecológicas, festas populares, praias e grandes paisagens por um custo relativamente baixo quando comparadas a uma viagem internacional.

cidades historicas shutterstock doutissima 01

Muitas cidades históricas são ricas em pontos turísticos e também oferecem inúmeras outras atrações. Foto: Shutterstock

 

5 cidades históricas brasileiras para conhecer

Confira a seguir 5 cidades históricas do Brasil e comece a programar uma viagem pelo tempo:

 

Ouro Preto (Minas Gerais)

cidades historicas shutterstock doutissima 02 ouro preto

Igreja de São Francisco de Assis é um dos pontos turísticos de Ouro Preto (MG). Foto: Shutterstock

Considerada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) desde 1980, sua arquitetura colonial ainda é preservada. Antes da colonização, a cidade era habitada por povos indígenas e conhecida como Vila Rica, pois recebia colonizadores à procura de ouro.

As casas e igrejas da região mostram a arte barroca, transformadas por escultores como Aleijadinho. O período de maior movimento em Ouro Preto é durante o carnaval e a Semana Santa, quando desfiles e exposições são promovidos pela cidade.

Além disso, o município oferece passeios de Maria Fumaça e trilhas pelo Parque Estadual do Itacolomi.

Olinda (Pernambuco)

cidades historicas shutterstock doutissima 03 olinda

Igrejas no estilo barroco em Olinda encantam os turistas que chegam à cidade histórica. Foto: Shutterstock

Olinda também recebeu o título de Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade da Unesco. A cidade foi fundada em 1537 por Duarte Coelho Pereira, que instalou o primeiro engenho de açúcar e agricultura da região.

 

Conhecida pelo carnaval de rua ritmado pelo frevo e pelos famosos bonecos gigantes de Olinda, a cidade também exibe igrejas marcadas pelo barroco. Dentre os locais mais visitados estão a Igreja da Sé, o Mosteiro de São Bento, o Convento de São Francisco e a Ladeira da Misericórdia, além das lojas de artesanato.

Tiradentes (Minas Gerais)

cidades historicas shutterstock doutissima 04 tiradentes

Município mineiro é considerado Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Foto: Shutterstock

A cidade recebeu seu nome em homenagem a Joaquim José da Silva Xavier, dentista e militante personagem principal da Inconfidência Mineira. O município também é considerado Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, após recuperar partes históricas de igrejas, casas e monumentos.

 

A Matriz de Santo Antônio carrega traços de Aleijadinho e é a segunda igreja em ouro do Brasil. Na região de Largo das Forras, charretes levam turistas para conhecer as principais atrações mineiras.

 

Salvador (Bahia)

cidades historicas shutterstock doutissima 05 salvador

A turística Salvador foi de fato fundada como São Salvador da Bahia de Todos os Santos. Foto: Shutterstock

Salvador foi a primeira capital nacional e sede colonial portuguesa no Brasil, descoberta em 1510. Com a chegada de Tomé de Souza em 1549, o primeiro governador do País, a cidade foi de fato fundada como São Salvador da Bahia de Todos os Santos.

Localizado no Pelourinho, o Centro Histórico de Salvador reúne a arquitetura colonial, além de atrair turistas, principalmente no Carnaval. O município foi declarado Patrimônio Mundial pela Unesco em 1985, e é considerada historicamente uma das mais importantes da América.

São Miguel das Missões (Rio Grande do Sul)

cidades históricas doutíssima Pedro Revillion/Palácio Piratini são miguel das missões

Ruínas são consideradas Patrimônio Histórico da Humanidade. Foto: Pedro Revillion/Palácio Piratini

Um dos palcos da colonização do Brasil pelos portugueses, São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul, preservou a missão dos jesuítas, que evangelizaram os índios. A instalação definitiva do antigo povo jesuítico-guarani ocorreu em 1697. 

 

As ruínas do sítio arqueológico da região foram declaradas como Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco em 1983.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros