Motivação

Nome sujo? Feirão ajuda a resolver pendências financeiras

Por Redação Doutíssima 03/11/2015

O ano de 2015 foi marcado pela crise financeira e política no Brasil, além da alta do dólar. Um cenário nada favorável aos consumidores do País, que contribuiu para o descontrole financeiro, o acúmulo de dívidas e o temido nome sujo. De acordo com a empresa Serasa Experian, cerca de 40% da população adulta está inadimplente.

nome sujo shutterstock doutissima

Levantamento feito pela Serasa indica que 57,2 milhões de brasileiros estão inadimplentes. Foto: Shutterstock

Para ajudar o consumidor que está diante do excesso de dívidas, a Serasa vai disponibilizar edições presenciais e online do Feirão Limpa Nome. O objetivo do evento é possibilitar que o usuário renegocie suas dívidas diretamente com o credor, com descontos que podem chegar a até 95%, para terminar o ano com a consciência tranquila e sem o nome sujo.  

Feirão online: 11 dias para renegociar

Através do cadastro online no site da Serasa, o consumidor poderá negociar sua dívida pela internet com empresas participantes do Feirão a partir desta terça-feira (3) até 14 de novembro. A principal vantagem é a oferta de condições exclusivas para o cliente quitar suas pendências, através de descontos especiais e melhores alternativas de pagamento.

Depois de realizar o cadastro, o usuário terá acesso a uma página onde será possível verificar todas as empresas com as quais ele possui dívidas pendentes. Ali, estarão também listadas as opções de contato com os credores, como telefones, e-mail e chat. Através desses canais, o cliente poderá negociar diretamente com eles. 

Haverá, também, duas edições presenciais do Feirão Limpa Nome. No Rio de Janeiro, o evento começou hoje (3) e vai até sábado (7), no estacionamento do Shopping Nova América, bairro Del Castilho. Já em São Paulo, o encontro será entre 24 e 28 de novembro, no estacionamento do Shopping Itaquera, Zona Leste. Os endereços completos estão site.

A Serasa orienta o consumidor a se preparar antes de participar do evento, calculando todas as despesas fixas e dívidas acumuladas ou previstas. Assim, ele poderá verificar o saldo disponível para quitar as pendências e, a partir daí, definir qual é a melhor forma de negociar o pagamento com a empresa, de acordo com o orçamento pessoal.

Nome sujo pode afetar a saúde

O levantamento feito pela Serasa indica que 57,2 milhões de brasileiros estão inadimplentes. Dessa forma, o acúmulo de dívidas chega a  R$ 246 bilhões. Diante desses números expressivos é necessário considerar, também, a forma como as dívidas afetam a saúde do consumidor.

De acordo com a Serasa, a desordem na vida financeira pode resultar em sintomas de sofrimento psicológico, como dores de cabeça e estômago, distúrbios no sono, ansiedade, medo e depressão. Você se identificou com esse quadro? Então está na hora de investigar se as dívidas estão, de fato, comprometendo a sua qualidade de vida.

 

Uma alternativa é realizar o teste elaborado pela Serasa, em parceria com Ambulatório de Transtornos do Impulso do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, que tem por objetivo identificar os danos emocionais gerados pelo endividamento. Ele foi adaptado a partir de estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o estresse emocional.

“O teste não faz um diagnóstico, mas dá pistas para uma reflexão mais profunda e pode indicar a necessidade de o consumidor buscar tratamento psicológico para lidar com a questão”, alerta a psicóloga Tatiana Zambrano Filomensky. Lembre-se de que detectar o problema pode ser o primeiro passo para descobrir soluções.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros