Geralmente visto como vilão e muitas vezes cortado totalmente da dieta, o açúcar também pode trazer benefícios à saúde. Produzido sem adição de químicos, o açúcar de coco tem sido utilizado como alternativa mais saudável.

Extraído das flores da palma de coco, o néctar do produto é aquecido em caldeira, onde se transforma em um espesso caramelo. Em seguida, é triturado em cristais, formando um açúcar grosso, em tons de marrom. Conheça as propriedades do alimento e veja como incluir no cardápio.

acucar-de-coco-doutissima-istock-getty-images
Açúcar de coco é triturado em cristais e fica grosso, em tons de marrom. Foto: iStock, Getty Images

Características principais do açúcar de coco

De acordo com a nutricionista clínica e esportiva Bianca Genoese, o açúcar de coco pode ser um excelente substituto do açúcar branco nas principais receitas do dia a dia, assim como em sucos, bebidas em geral, bolos, biscoitos e tortas. Devido ao seu preparo, o ingrediente deixa um leve gosto de coco quando utilizado e, ao mesmo tempo, também lembra um pouco o açúcar mascavo.  

Uma das principais diferenças em relação aos outros tipos de adoçante está no seu processo de fabricação. “O açúcar refinado, também chamado de açúcar branco ou de mesa, é obtido a partir do procedimento de purificação ou do refinamento do açúcar da cana. Por ser muito processado, ele acaba perdendo quase todas as vitaminas e minerais naturais, resultando no que chamamos de caloria vazia”, explica Bianca.

Entretanto, a nutricionista aponta que o açúcar originário do coco possui uma grande quantidade de minerais, em especial de magnésio, potássio, zinco e ferro. Além disso, apresenta em sua composição as vitaminas B1, B2, B3 e B6. “Possui 36 vezes mais ferro, quatro vezes mais magnésio e 10 vezes mais zinco do que o açúcar mascavo”, destaca.

Por apresentar grande fonte de minerais e vitaminas, o adoçante alternativo pode contribuir para o metabolismo da glicose, produção de glóbulos vermelhos, desenvolvimento e manutenção das funções do sistema nervoso. Ainda, fornece energia e atua na produção de proteínas para o organismo.

açúcar de coco infográfico doutíssima 

Usos e cuidados do adoçante

Para Bianca, o uso da alternativa pode ser interessante pelo seu baixo índice glicêmico, ou seja, ele não se transforma em glicose no sangue tão rapidamente. Por tal motivo, a nutricionista afirma que o alimento pode ser benéfico para dietas de emagrecimento ou para diabéticos.

A razão é bastante simples: quando consumimos algo com altos níveis de glicose, o organismo trabalha para retirar o açúcar do sangue. Ao sobrecarregar esse processo, as substâncias que sobram acabam por ser estocadas em forma de gordura.

Segundo Bianca, o índice glicêmico do açúcar de coco é 35, o que representa a velocidade em que o carboidrato é digerido e transformado em sacarose no sangue. Alimentos com altos níveis fazem o pâncreas trabalhar muito mais para liberar insulina.

Assim como em qualquer aspecto da alimentação, a profissional alerta que o consumo deve ser moderado. Apesar de ser leve, menos processado e de conter mais vitaminas quando comparado aos tradicionais açúcares, o de coco ainda assim contém calorias e deve ser usado em apenas uma colher de chá por dia.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


DEIXE UMA RESPOSTA