Um dos ingredientes mais vistos nas refeições brasileiras é, com certeza, algum dos tipos de arroz. Como acompanhamento do tradicional feijão, o mais comum é o branco polido, mas existem outras versões desse grão disponíveis no mercado. Conhecer as variedades é importante para usufruir desse alimento tão nutritivo.

 

Diferentes culturas usam diferentes tipos de arroz

Os tipos de arroz variam conforme o gosto e também conforme a descendência cultural. Os japoneses têm sua preferência, os italianos e os tailandeses também.  Alguns pratos típicos desses locais pedem o grão utilizado na origem.

tipos de arroz
O arroz integral e o parboilizado são variedades do grão encontradas nos mercados. Foto: iStock, Getty Images

Hoje já é possível encontrar uma grande variedade nas prateleiras do supermercado. Cada variedade tem propriedades nutricionais diferentes, além da textura após o cozimento.

 

infográfico conservar arroz 

Conheça mais sobre os tipos de arroz

A nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Nadia Almeida de Souza, explica as diferenças entre cada tipo de arroz e como preparar da melhor maneira.

 

1. Integral

Esse tipo é fervido com casca, por uma hora, em tanques abertos e espalhados no chão para secar. Ele não é descascado nem polido, assim contém mais fibras e vitaminas que o arroz branco.

Dos tipos de arroz, é o grão com a maior quantidade de gordura boa, que ajuda a regularizar o funcionamento intestinal, além de aumentar a sensação de saciedade. Esse grão pode ser cozido em panela de pressão por 10 minutos após o início da pressão.

2. Polido ou arroz branco

É a base da alimentação dos brasileiros, rico em carboidratos e pouca proteína. Combinado com o feijão, ele forma um composto de aminoácidos mais completo. Essa versão, porém, pode causar constipação intestinal. Para cozinhar uma xícara de arroz, use duas xícaras de água e cozinhe por 20 minutos.

3. Selvagem ou preto

Dos tipos de arroz, esse é de grão longo e fino, coloração negra por fora e branca por dentro. Essa variedade contém mais proteínas e fibras que o arroz comum.

Sua única desvantagem é o tempo de cozimento. Por ser mais duro que o arroz branco, são necessárias três xícaras de água para cada medida igual do grão.

4. Arroz sanishiki ou japonês

É a variedade utilizada na culinária japonesa. Esse arroz não precisa de sal e óleo no cozimento. A variedade possui maior quantidade de carboidratos, por conter mais amido em sua parte externa. Para cozinhar, basta combinar a mesma medida de água e de arroz em uma panela.

5. Parboilizado

Dentre os tipos de arroz, esse grão inteiro é deixado em água fervente por oito horas. O procedimento deixa a casca solta, facilitando a moagem.

Essa variedade tem um valor nutricional maior que o arroz comum, pois as vitaminas são permeadas para dentro do grão. No cozimento, ele fica mais soltinho, mas apresenta um sabor acentuado. Ao cozinhar, utilize duas xícaras e meio de água para duas xícaras de arroz.

6. Jasmim ou aromático

É um arroz de textura macia e úmida, muito utilizado na culinária tailandesa. O arroz jasmim fica em segundo lugar em relação à quantidade de proteínas e seu aroma é bem forte.

Para o cozimento, é possível utilizar chá de jasmim no lugar da água, na medida de uma xícara de arroz e duas e meia de líquido.

7. Arroz arbóreo

É uma variante italiana de grão médio e levemente amarelado. Sua textura cremosa o torna ótimo para o preparo de risotos.

A desvantagem dessa variedade de arroz é que ela possui maior quantidade de carboidratos por ter mais amido, que é o que deixa aquela textura aveludada nos pratos. Para cada medida de arroz, use quatro de água ou caldo.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA