Bem-Estar > Motivação > Slider Home

Saiba como lidar com a dificuldade em tomar decisões

Por Tatiana Barros 13/10/2016

Para muitas pessoas tomar decisões é um verdadeiro pesadelo. Mas por que razão esse é um momento de tanto sofrimento? Segundo a psicoterapeuta e líder coach Maura de Albanesi, nestas situações existe um conflito do nosso lado emocional com o lado racional. “A emoção procura o que é o mais desejado para nós, enquanto a razão busca o que é mais importante”, esclarece.

A especialista explica que é muito comum o questionamento se a decisão a ser tomada irá interferir na vida de pessoas próximas, o que torna tudo mais complicado. “existe uma tendência a avaliar como o desejo vai repercutir na vida dos outros. Muitas vezes, há o questionamento se a decisão não vai contra valores e quais as consequências dela“, explica.

Uma situação comum em relação a esse tipo de dúvida é uma mudança de emprego. Diante dessa possibilidade, diversas questões aparecem, como se será uma boa troca, se valerá a pena financeiramente, se irá se relacionar bem com os novos amigos”. “A partir desses questionamentos, é norma travar e ficar estagnado, pois há uma tendência natural de a pessoa entrar na zona de conforto, em consequência do racional”, destaca.

Como tomar decisões sem sofrer? (Foto: Istock)

Como tomar decisões sem sofrer? (Foto: Istock)

como lidar com diante da necessidade de tomar decisões?

Para a psicoterapeuta, a melhor forma é confrontar apenas os pontos positivos. “Todas as vezes que estamos diante de uma decisão e não conseguimos, é necessário usar de uma estratégia: Para tomar decisões, a primeira coisa que se deve fazer é listar os pontos positivos de cada escolha: O que há de bom em continuar no mesmo emprego? O que eu vou ganhar se mudar de emprego? Respondendo essas perguntas, enumerando os pontos positivos, você terá uma noção do que é melhor para você”, indica.

A especialista acredita que a decisão deve ser tomada em cima dos positivos, e não dos negativos. “Isso é essencial, porque o ser humano odeia perder. Quando eu levo em consideração os pontos negativos, eu vou ver que posso perder o que tenho hoje na busca por algo melhor, e essa é minha zona de conforto”, destaca. “Então, levando em consideração apenas meus ganhos: se aqui eu tenho 10 pontos positivos e lá terei oito pontos positivos, portanto, melhor eu ficar. Assim fica mais fácil decidir”, recomenda Maura de Albanesi.

Outras atitudes que podem te ajudar a tomar uma decisão

• Analise de diferentes pontos de vista

• Reúna o máximo de informações possíveis

• Liste as possíveis soluções

• Conheça suas capacidades

• Controle a impulsividade

• Antecipe possíveis obstáculos

• Ignore o medo e a insegurança

• Não analise demais (ser racional não significa analisar cada detalhe mínimo da situação)

Curta o momento da decisão, que pode ser muito positiva.

• Analise os fatos, mas ouça menos as pessoas.

Procure pensar com otimismo. Uma mudança pode ser o momento perfeito para dar uma renovada na vida e abrir outros horizontes. Se abrir para outras possibilidades pode ser transformador!

Gostou das dicas? Conte pra gente! Para saber mais sobre bem-estar e motivação, não deixe de acompanhar o Doutíssima! Você pode ainda nos seguir no Facebook!


Sites parceiros