Beleza > Pele

Saiba como acabar com a acne através de 5 dicas de alimentação saudável

Por Debora Stevaux 17/04/2018

Espinhas e cravos depois dos 20 anos? A acne adulta, como é classificada por aparecer em pacientes que já deixaram a puberdade é um problema recorrente. Mas por que ela surge? Estudos científicos apontaram que ansiedade, estresse, alterações bruscas de humor e má alimentação estão entre as principais causas.

Leia mais: 12 Remédios caseiros para o tratamento de cicatrizes de acne

Estresse, desequilíbrio hormonal, ansiedade e alimentação são motivos para o aparecimento de cravos. Saiba como acabar com a acne se alimentando melhor. (Foto: iStock)

Distúrbios hormonais e o uso de anabolizantes e anticoncepcionais também fazem parte das razões pelas quais essas infelizes e doloridas bolinhas aparecem. Existem também aquelas pessoas que possuem acne por terem maior predisposição desde a adolescência, mas são minoria.

Veja também: Acne na vida adulta: veja como enfrentar o problema

Mas como acabar com a acne definitivamente? Cada caso é um caso e requer acompanhamento dermatológico, na maioria das vezes. No entanto, especialistas da área reforçam hábitos alimentares saudáveis também podem – e muito – ajudar no tratamento para acne. Portanto, listamos abaixo 5 dicas de alimentação para te ajudar nesse processo. Vamos lá?

Leia mais: Eliminar a acne: saiba quais as melhores vitaminas

Como acabar com a acne: 5 dicas para tornar a alimentação uma aliada no tratamento

  • Reduza o consumo de ômega 6

 

Segundo médicos da área, o consumo médio dos brasileiros de ômega 6, um tipo de ácido graxo, é 20 vezes superior ao aceitável. Ele marca presença em vários alimentos industrializados como óleos vegetais, porções de refeições semiprontas e salgadinhos. Muito óleo no organismo acaba por promover a inflamação dos órgãos e glândulas – principalmente as sebáceas – responsáveis por secretar o sebo, que possui um importante papel na lubrificação da pele. Se ela é estimulada a produzir mais sebo do que o normal, ocorre a formação da acne e das espinhas.

 

  • Insira mais fontes de ômega 3

 

Também da família dos ácidos graxos, esse tipo de gordura favorece o controle do ômega 6 no organismo. A substância também possui potente ação anti-inflamatória e pode ser encontrada em abundância em peixes como atum, salmão, sardinha e bacalhau, grãos como aveia, arroz integral, chia, castanha do pará e sementes como a de abóbora e a de linhaça. O alto consumo de ômega 6 ainda interfere na eficácia do organismo de absorver o ômega 3, então, não adianta inserir esses outros tipos de alimentos na sua dieta se você não reduzir o de produtos industrializados.

 

  • Aposte em alimentos ricos em vitamina A e zinco

 

Essa dupla imbatível também é deixada de lado pela maioria das pessoas com problemas de acne durante as refeições. Couve, espinafre, agrião, brócolis, repolho e outras verduras de folhas verdes escuras entram na lista dos alimentos ricos em zinco. Feijão, beterraba, ervilha, noz, broto de feijão e alimentos integrais como pães e bolos também. Já a vitamina A pode ser encontrada em gema de ovo, cenoura, manga, mamão etc.

 

  • Controle a ingestão de açúcar e cafeína

 

O alto consumo de açúcar é um dos grandes vilões da pele e da saúde do organismo, de uma forma geral. Por isso, é importante que haja o controle da ingestão dessa substância, tendo em vista todos os malefícios que ela provoca e que vão desde o sobrepeso, o aumento nas chances de desenvolver doenças cardíacas até o surgimento de espinhas. A cafeína, por sua vez, também é um agravante para pessoas que sofrem de ansiedade ou estresse e deve ser consumida com parcimônia.

 

  • Evite consumir alimentos muito gordurosos

 

Produtos muito gordurosos como queijos amarelos ou que vão óleo vegetal em suas preparações como as frituras também são inimigos da pele, além de favorecer a elevação nos níveis de colesterol ruim. O chocolate branco e ao leite também devem ser evitados ou consumidos com menor frequência, prefira sempre aqueles que têm uma porcentagem maior de cacau em sua composição, classificados como meio amargo ou amargo.

 

  • Insira a cúrcuma na sua dieta

 

Também chamada de açafrão da terra, esse pozinho laranja resultado da raiz moída que vem da família do gengibre tem poder anti-inflamatório, adstringente e desintoxicante. Portanto, pode – e deve – ser inserida regularmente na alimentação.


Sites parceiros