[the_ad_group id="16401"]
Medicamentos

Conheça tipos de repelentes naturais contra insetos

Por Redação Doutíssima 17/05/2013

Com o aumento no número de casos de dengue, zika vírus e febre chikungunya, as pessoas têm cada vez mais buscado formas de se proteger contra o mosquito transmissor. Os cuidados com o ambiente são importantes, mas é válido também investir em repelentes para manter esse inseto longe.

A boa notícia é que é possível preparar versões naturais e em casa.

repelentes istock getty images doutíssima

Pessoas têm cada vez mais buscado formas de se proteger contra o Aedes. Foto: iStock, Getty Images

Natural ou químico?

Quem vive em lugares nos quais os mosquitos são frequentes provavelmente está cansado de coceira e manchas na pele. Há diversos fatores que influenciam na maior propensão a picadas, que ora atuam isolados, ora atuam em combinação. Destacam-se entre elas aroma, luz, calor e umidade.

Existem espécies de mosquitos que preferem bactérias e suor – como aqueles transmissores da malária. Há ainda aqueles atraídos pelo dióxido de carbono e certos odores nas mãos. Independentemente da espécie é possível se proteger sem precisar de um produto químico repelente.

Todavia, há pessoas que preferem ir à farmácia e adquirir um produto industrializado. Nesse caso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) indica que os mais eficazes são aqueles que possuem princípio ativo de Icaridina, Deet ou IR3535.

Eles são eficazes para tornar humanos pouco atraentes para os mosquitos, evitando picadas em áreas nas quais o produto foi aplicado – porém, eles não matam os insetos. Além disso, verifique dentre as opções de repelentes quais oferecem proteção por mais tempo.

Vale saber que esses princípios ativos podem causar problemas de saúde e ambientais. A exposição ao Deet, por exemplo, tem sido ligada a casos de perda de memória, dor de cabeça, fraqueza, fadiga, dores musculares e articulares, tremores e falta de ar, sendo especialmente tóxico para crianças. Por isso, ao comprar um produto com esse princípio ativo siga corretamente as instruções de aplicação.

A boa notícia é que há alternativas para manter os mosquitos afastados com remédios naturais e ingredientes caseiros. De acordo com um estudo publicado na revista Consumer Reports, essas opções naturais são ainda mais eficazes.

Tipos de repelentes naturais

As alternativas naturais para afastar os mosquitos são tão eficazes quanto as opções químicas – em muitos casos, até mais eficazes. Confira algumas delas:

  • Catnip

É conhecida também como erva do gato. Segundo uma pesquisa da Iowa State University, Estados Unidos, o óleo essencial nela encontrado é cerca de 10 vezes mais eficaz que o Deet em repelir mosquitos.

  • Citronela

Utilize o óleo essencial puro encontrado em lojas de produtos naturais. Não é tão eficaz quanto a Catnip, mas ainda assim uma boa opção.

  • Alho

Comê-lo fresco é capaz de manter os mosquitos longe, uma vez que eles não suportam seu cheiro.

  • Lavanda

O seu óleo essencial é um bom repelente para mosquitos. Fica melhor quando diluído em outros óleos, como de semente de damasco, amêndoa doce, óleo de coco ou soja orgânico.

  • Neem

A árvore que cresce na Índia é mais eficaz do que o Deet, segundo o Conselho Nacional de Pesquisa dos Estados Unidos. Essa indicação foi confirmada por cientistas do Instituto de Malária da Índia.

  • Lotus (Nelumbo nucifera)

De acordo com uma pesquisa publicada no Journal Asian Pacific of Tropical Medicine, trata-se de um repelente eficaz e ajuda a matar larvas do mosquito. Como a planta cresce na água, é uma boa opção como repelente natural em eventuais lagoas que você possa ter no quintal de casa.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]