[the_ad_group id="16401"]
Filhos

Controle a birra das crianças em 12 dicas práticas

Por Redação Doutíssima 27/09/2013

Se você é mãe ou pai, com certeza, já passou pelo teste de birra das crianças. Essa situação, que faz muitos adultos quererem desaparecer, é algo considerado normal no desenvolvimento da criança. Entretanto, algumas atitudes podem fazer a paz voltar a reinar na sua casa.

Birra das crianças é comum

Pode ser por causa de um “não” a um brinquedo, a um passeio ou, até mesmo, ao desenho na televisão à noite. O fato é que essa negação faz com que as crianças chorem incontrolavelmente, gritem e deixem os pais de cabelo em pé.

birra das criancas

A birra é comum no desenvolvimento infantil e pode acontecer por frustrações . Foto: iStock, Getty Images

A questão é que essa birra ocorre porque o seu filho ainda não tem maturidade suficiente para lidar com as frustrações do cotidiano. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Northwestern, Estados Unidos, 83,7% das 1.490 crianças (entre três e cinco anos) têm ataques de raiva ocasionalmente.

Porém, por mais que a birra seja algo comum no desenvolvimento infantil, os pais precisam observar o que causa esses ataques de raiva.

 

O que leva à birra das crianças?

 

Primeiro, é preciso entender que nem tudo é birra. Muitas vezes algo realmente incomoda os pequenos e a única maneira que eles têm para expressar isso é fazendo manha.

1. Converse com seu filho

Se ele não quer colocar um sapato, veja se não é porque esse é apertado ou dói. Odiar alguma coisa com motivo não é birra, é sinal de que algo está errado.

2. Não perca a calma

Se está tudo certo e o objetivo for injustificado, saiba que a melhor forma de acabar com a birra das crianças é agindo com calma e firmeza.

3. Cumpra o que diz

Se a criança incomodou na última ida ao shopping e você prometeu não levá-la por um mês, independentemente do que aconteça, cumpra a sua promessa e não volte a trás.

4. Evite o ápice da birra

Para muitos pais, a birra das crianças é possível de prever. Ao perceber que o circo está armado, converse com o pequeno, em tom calmo e firme.

5. Saia do ambiente

Leve seu filho para um local mais reservado e espere ele se acalmar.

6. Negocie

Se ele faz birra para vestir um casaquinho, enquanto veste, pergunte qual braço que quer colocar primeiro. Sempre dê opções, mesmo que os fins sejam os mesmos.

 

7. Bons exemplos

Se você costuma gritar quando quer algo, fica insatisfeito ou contrariado, lembre-se que seu filho fará o mesmo. Analise suas atitudes.

8. Estabeleça regras

Ensine seu filho que para tudo na vida, há regras e consequências, caso essas sejam quebradas.

9. Explique as razões

Responda porque seu filho deve ou não fazer determinada tarefa ou agir de terminada forma com muita honestidade.

 

10. Birra na escola

Se a birra das crianças ocorre na escola, procure passar as suas dicas para os educadores, sem desautorizá-los. Converse com seu filho em casa e peça para que respeite os professores.

11. Se a birra acontece com os avós

Se as avós são “mamães com açúcar”, explique que educar é preciso e que atitude como a birra das crianças deve ser comunicada para que se tome uma atitude.

 

12. Nunca adie uma “conversinha”

Não é porque você não estava presente que a conversa ou as consequências não devam existir.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]