[the_ad_group id="16403"]
Guia dos Dentes

Entenda a lima endodôntica

Por Redação Doutíssima 15/10/2013

endoo-1

Quando falamos de tratamento endodôntico ou tratamento de canal, surge uma quantidade enorme de dúvidas e um certo medo. A lima endodôntica é um acessório muito usado que muitos pacientes não entendem como funciona e isso aumenta o medo. Vamos falar o máximo possível sobre as limas endodônticas, para que servem e ver se assim diminui o medo que os pacientes sentem dela.

endoo-5

Quando falamos de tratamento de canal surgem as seguintes dúvidas:

– Vai doer?

-Vou perder meu dente depois? Ele vai enfraquecer e se quebrar até cair?

– Leva anestesia? A anestesia dói?

– Demora muito para fazer? É muito caro?

O que é aquela faquinha que o dentista fica tirando e colocando de dentro do dente?

– Tenho que fazer com um especialista?

– Dentre muitas outras dúvidas.

endoo-4

O que para muitos é uma faquinha de limpeza na verdade se chama de lima endodôntica. Ela pode ser de vários tamanhos, formas e larguras. É usada pelo endodontista ou mesmo pelo dentista clínico que trabalha com tratamento de canal para várias funções como:

– Preparo do canal endodôntico em vários de seus momentos.

– Alargamento do canal para que o mesmo possa ser fechado de forma adequada.

– Dar forma ao canal após alargar.

– Introduzir e remover qualquer material ou substância do canal.

– Remover o nervo de dentro do canal.

– Aspectos físicos, químicos, biológicos e anatômicos nos seus mais variados quesitos.

endoo-2

A lima endodôntica vem sendo substituída ultimamente por sistemas rotatórios que fazem o movimento que antes era feito manualmente pelo dentista, de forma automatizada; mais controlada e estável. Quando o profissional se acostuma com a técnica, o sistema rotatório deixa o tratamento muito mais rápido, dentre vários outros benefícios.

Não tenha mais medo da ” faquinha” que o dentista coloca dentro do seu dente na hora em que está fazendo o canal. Elas são extremamente úteis e não vão lhe provocar dor alguma pois você estará muito bem anestesiado. O tratamento de canal não é esse “bicho de sete cabeças” que muitos falam. Está cada vez mais rápido, com uma quantidade menor de consultas e mais barato ou com possibilidades de parcelamento.

endoo-3

O ideal é que você cuide de seus dentes, faça consultas periódicas no dentista e não precise nunca de um tratamento de canal nem de arrancar dentes. Se infelizmente você não se cuidou e precisa fazer um tratamento de canal ou tratamento endodôntico, não tenha mais medo e saiba que a espadinha do endodontista não vai lhe fazer mal. Agora você já tem conhecimento para não ter mais medo.

 

 


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]