Filhos

Puericultura estuda o desenvolvimento até os 5 anos. Saiba mais

Por Redação Doutíssima 17/10/2014

A puericultura é um dos ramos da medicina pediátrica que visa estudar o comportamento das crianças de até cinco anos de idade. Esse acompanhamento é de grande importância para os pequenos, pois é nessa fase que podem ser detectados diversos problemas da fase chamada primeira infância.

puericultura

Acompanhamento é fundamental para o crescimento saudável da criança. Foto: iStock, Getty Images

Do que trata a puericultura

 

Essa especialidade está dentro da área pediátrica e pode ser feita apenas pelo médico especialista na área. É diferente do acompanhamento normal que o pediatra tem com seu filho, por ser mais elaborado e feito por um profissional especializado em puericultura. É uma especialidade que contempla também ações de pré-natal e até mesmo de pré-concepção, preservando mãe e bebê.

 

A puericultura preocupa-se exclusivamente com o acompanhamento total de todo o desenvolvimento da criança. Essa especialidade é de grande importância, já que, com esse acompanhamento, poderão ser detectadas enfermidades que, se notadas no começo da vida, podem ser curadas ou amenizadas com maior facilidade do que em outros momentos.

 

Além disso, a puericultura acompanha o desenvolvimento da estatura, da nutrição e também o desenvolvimento psicomotor da criança. A detecção mais cedo dos distúrbios da infância é essencial para o sucesso do tratamento, que é mais difícil na fase adulta. Quando mais cedo as enfermidades são tratadas e curadas, maiores são as chances de não haverem sequelas.

 

O que a puericultura pode detectar

 

Raquitismo, deficiência de vitaminas no corpo, problemas nutricionais, problemas com vermes e anemia são apenas alguns dos problemas que a puericultura pode detectar de forma antecipada, facilitando muito o tratamento e permitindo que a criança cresça saudavelmente e sem complicações ao longo do anos. Essa especialidade tem um aspecto de grande relevância dentro do campo da pediatria, pois mantém a criança sob cuidado intenso.

 

Outro fator de importância é o acompanhamento feito pelo pediatra da administração das vacinas da cartela básica. Todas as imunizações que devem ser aplicadas na primeira infância são verificadas pelo especialista em puericultura, como a da poliomielite, do rotavírus, do tétano e da coqueluche. É de extrema importância que esse acompanhamento seja feito.

 

Além disso, as questões de higiene também são observadas. Mesmo no caso de pais que prezam por uma boa higiene nos filhos geralmente há algo que o médico pode contribuir nesse aspecto.

 

Crescimento saudável

 

O desenvolvimento cognitivo da criança é mais um aspecto de extrema importância observado na puericultura. É na fase da primeira infância que as enfermidades podem aparecer e prejudicar esse desenvolvimento. A fala, a psique, a coordenação motora e a coordenação neurológica podem ser afetadas se não haver o devido acompanhamento médico regular.

 

Mais importante do que monitorar é promover o crescimento saudável com o intuito de evitar doenças como, por exemplo, a desnutrição ou a obesidade infantil. Através do controle periódico de peso e informações sobre o dia-a-dia da criança, o pediatra pode identificar precocemente o risco de deficiência nutricional.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros