Guia dos Dentes

11 motivos para você procurar um dentista hoje mesmo

Por Redação Doutíssima 23/10/2014

As desculpas são as mais variadas possíveis: falta de dinheiro, ausência de tempo, medo. Procurar um dentista, no entanto, deveria ser ação encarada de forma mais séria, já que a saúde do corpo começa, sim, pela boca.

dentista

Visite regularmente o dentista para cuidar da saúde da boca. Foto: iStock, Getty Images

A recomendação é procurar um dentista no mínimo a cada seis meses. É que a avaliação periódica garante a manutenção correta de dentes e gengivas. Além disso, em uma consulta de rotina, o profissional é capaz de detectar problemas que, se não tratados adequadamente, podem evoluir para algo sério, como é o caso das cáries.

 

Importância de ir sempre ao dentista

 

Ao procurar um dentista, tem-se a segurança de que o tártaro e as temidas cáries estão sendo mantidas longe. Igualmente, tem-se a certeza de que toda saúde bucal está sendo analisada e de que há um controle dos dentes moles ou danificados, entre outros cuidados.

 

Ir regularmente ao odontologista significa também a confiança de que cabeça e pescoço são examinados a fim de identificar qualquer anormalidade, como câncer de boca, diabetes ou deficiência de vitaminas.

 

Ainda não está convencido da importância de se procurar um dentista? Veja abaixo outras razões para buscar um profissional especializado.

 

Principais motivos para ir ao dentista

 

1. Ajuda a conservar o equilíbrio do organismo. Uma mordida inadequada pode causar desde dores de cabeça até problemas cardíacos.

2. Impulsiona a autoestima. Um sorriso bonito é capaz de deixar qualquer um de bem consigo mesmo.

3. Prevenção. Um check up de tempos em tempos auxilia no combate às cáries, às doenças periodontais e ao mau hálito.

4. Contribui para que os dentes estejam limpos. Nas consultas de revisão, o dentista costuma dar orientações sobre as melhores formas de limpeza bucal, o que inclui escovação de dentes e língua, uso de fio dental, além de aplicação de antisséptico bucal e de escova lingual.

5. Analisa a necessidade de reparo de restaurações. É na visita que se cogita a possibilidade de substituição das antigas obturações de amálgama por novos materiais, menos perceptíveis e mais duradouros.

6. Identificação da necessidade de uso de prótese. O profissional é habilitado a sugerir os melhores métodos de substituição de um ou mais dentes perdidos.

7. Alinha os dentes. Eis outra tarefa incumbida aos dentistas: julgar a real necessidade de uso de aparelho ortodôntico.

8. Impede que problemas cardíacos ocorram. Pouco é divulgado, mas as bactérias do tártaro podem contaminar o coração. Tipo de dano cardiológico oriundo de processos infecciosos, a endocardite bacteriana pode ter origem oral.

9. Evita dor de dente. As consultas semestrais ao dentista antecipam a existência de qualquer anormalidade, o que pode inclusive evitar que o paciente experimente sintomas.

10. Clarear os dentes. Muitas são as técnicas para branquear e retirar manchas dos dentes.  – de raspagens e polimento a laser. O profissional saberá indicar o melhor tratamento para cada caso.

11. Afastar o ronco. Com a preparação de uma placa que bloqueia o desgaste dental pelo dentista, contribui-se para a minimização do ruído, ainda que casos de ronco devam ser investigados por médico especialista.

 


Sites parceiros