Sexualidade

Descubra os benefícios do pompoarismo na vida sexual

Por Redação Doutíssima 25/10/2014

Antiga técnica oriental, o pompoarismo baseia-se no controle da contração e relaxamento da musculatura do canal vaginal. Além de evitar a flacidez dos músculos vaginais, causada pela idade mais avançada ou gestações, e prevenir incontinência urinária, o exercício, também conhecido como Kegel, aumenta o prazer sexual feminino.

pompoarismo

Pompoarismo permite aumentar o prazer e fortalecer a musculatura vaginal. Foto: iStock, Getty Images

Benefícios do pompoarismo

A primeira vantagem do pompoarismo é o autoconhecimento conquistado pela mulher, que, aprendendo mais sobre si, saberá expor a seu parceiro o que a excita mais. Devido às contrações e relaxamentos praticados, os vasos sanguíneos são irrigados, aumentando a lubrificação vaginal e a sensibilidade feminina.

Tendo dominado a musculação íntima, há algumas técnicas que a mulher pode por em prática para aumentar a sua diversão e a do parceiro, além de alcançar um orgasmo mais intenso e com mais facilidade. Uma delas é o chamado chupitar, que é quando a vagina imita a movimentação que o bebê faz ao usar uma chupeta, sugando o pênis.

Massagear o pênis, no momento da penetração, também é possível para quem pratica o pomporiasmo. A intensidade da massagem deve ser definida pelo casal. Retardar o orgasmo do homem é outra possibilidade. Basta contrair com força o anel circunvaginal que envolve o pescocinho abaixo da glande do pênis.

Como praticar o pompoarismo

Para praticar o pompoarismo, comece com exercícios corporais, ainda sem nenhum objeto. Sente-se de modo que sua coluna fique um pouco inclinada para frente, coloque as mãos nos joelhos e mantenha seus pés em posição paralela. Contraia os músculos da vagina ao inspirar, fique assim por 30 segundos e depois solte o ar, relaxando.

Outro exercício básico é contrair e relaxar a musculatura vaginal durante dez minutos. Fique em pé para praticar esse movimento. Um exercício na horizontal também pode ser feito, basta deitar de costas e apoiar os dois pés na parede, depois contrair o ânus, o abdômen e a vagina. Então, vá subindo com os pés até que suas costas estejam no ar, apoiando o peso nos ombros, voltando e descontraindo depois de 10 segundos.

Aparelhos para a prática de pompoarismo

Depois que já estiver exercitando seu assoalho pélvico há algum tempo, procure o ben-wa, no consultório de sua ginecologista ou em lojas especializadas. Criado na Índia, é um pequeno aparelho formado por duas ou mais esferas, ligadas uma a outra com um cordão de silicone. Há ainda pesinhos parecidos com absorventes íntimos, de 20 até 70 gramas, usados no pompoarismo.

Comece sua musculação com o peso menor, inserindo-o na vagina e contraindo para que ele não escorregue para fora, devido à lubrificação vaginal existente. Depois que você conseguir manter esse objeto inserido na vagina enquanto estiver com as pernas abertas, poderá trocar de tamanho. Alguns pesos são vibradores, que podem ser usados quando você não quiser fazer esforço para praticar.

Só então passe para o ben-wa. As bolas interligadas possuem tamanhos crescentes. Você irá inserir a primeira e ir passando para as outras somente com as contrações, fortalecendo cada vez mais seus músculos. Cursos de pompoarismo já estão disponíveis online e presencial. Peça uma indicação para sua médica.


Sites parceiros