Qualidade de vida

Dicas de longevidade: como envelhecer com vida e saúde

Por Redação Doutíssima 31/10/2014

Envelhecer faz parte do processo natural da existência. Ainda que o avançar da idade seja temido por muitos, o envelhecimento não pode ser evitado. Dados das Nações Unidas indicam que a expectativa de vida do brasileiro hoje é de 73,9 anos e, portanto, é essencial conciliar vida e saúde para o período da terceira idade.

vida-e-saúde

Praticar exercícios físicos ajuda a manter a saúde sempre em dia. Foto: iStock, Getty Images

Doenças como osteoporose, capaz de provocar fraturas graves, e acidente vascular cerebral costumam assustar os que avançam os anos, pois são problemas que geralmente comprometem a autonomia. O segredo, desse modo, é apostar em hábitos saudáveis que ajudem a diminuir a chance de problemas.

 

Como ter vida e saúde na terceira idade

 

Conforme geriatras, a partir dos 65 anos de idade o risco de ser vítima de alguma doença grave é ampliado com relação ao período de juventude. Por isso, o ideal é sempre investir em atividades que proporcionem mais vida e saúde desde cedo, para aproveitar os efeitos benéficos ao longo da vida – e sempre cuidar da saúde. Veja como:

 

Dicas de vida e saúde

 

– Checkups periódicos

 

A detecção precoce de qualquer doença colabora para o melhor desempenho dos tratamentos. Fazer uma avaliação anual com um médico é recomendado a partir dos 45 anos de idade.

 

– Exercícios físicos

 

A prática de atividades otimiza o desempenho cardiovascular, previne o diabetes, combate a pressão alta e o colesterol ruim e fortalece ossos e músculos. O treino mais indicado para quem quer ter vida e saúde é a caminhada, que deve ser feita por pelo menos três vezes na semana.

 

– Comer menos

 

Uma pesquisa americana já apontou: alimentar-se de forma adequada e em quantias não excessivas ajuda a diminuir os prejuízos dos radicais livres, moléculas responsáveis pelo envelhecimento. Logo, ingerir porções moderadas de alimentos saudáveis é uma forma de garantir mais longevidade.

 

Para saber as quantidades da dieta ideal de cada um e assegurar mais vida e saúde, sugere-se visita ao nutricionista. A ingestão mínima de 2 litros de água por dia é mais um conselho, já que o líquido contribui à hidratação do corpo.

 

– Abandono dos maus hábitos

 

O álcool e o tabaco aumentam a produção de radicais livres. Para evitar que células saudáveis sejam afetadas por essas moléculas que desencadeiam o envelhecimento, a dica é eliminar estes costumes prejudiciais.

 

Manter-se afastado do fumo e das bebidas alcoólicas é uma forma de precaução contra hipertensão e desordens neurológicas como o Mal de Parkinson, por exemplo.

 

– Dormir bem

 

Sono insuficiente pode resultar em concentração deficiente, aumento de peso e, sim, envelhecimento precoce. Repousar de 7a 8 horas por noite é uma necessidade metabólica. Portanto, para manter o equilíbrio físico e mental, é necessário que o período de sono seja respeitado.

 

– Atividades intelectuais

 

Manter o cérebro ativo a partir de práticas que estimulem o raciocínio é fundamental na prevenção da perda de memória que se surge com o envelhecimento orgânico. Neste contexto, valem momentos de leitura, aprendizado de novas línguas, palavras-cruzadas, dentre muitas outras possibilidades.

 

– Socialização

 

Sentir-se parte de um grupo, seja da igreja, seja de um trabalho voluntário, pode ajudar a evitar sintomas da depressão associada ao envelhecimento. Envolver-se em atividades extra-domicílio contribui para o bem-estar mental, proporcionando mais vida e saúde ao idoso.

 

 


Sites parceiros