Especialidades

Conheça os tipos de AVC e como se dá o tratamento

Por Redação Doutíssima 02/11/2014

Para entender como são feitos os tratamentos de casos de acidente vascular cerebral, é importante saber que existem tipos de AVC diferentes, que fazem com que o tratamento varie de caso para caso.

tipos-de-avc

Acidentes vasculares podem ser categorizados em diferentes tipos. Foto: iStock, Getty Images

Dos tipos de AVC conhecidos, o mais comum é o isquêmico, que acontece quando um coágulo bloqueia a artéria que leva o sangue para o cérebro. Ele pode ser causado por uma trombose cerebral – em que o coágulo se forma em uma artéria – e por uma embolia, quando a obstrução é formada em um vaso sanguíneo.

Tipos de AVC: isquêmico é o mais comum

O tratamento para a desobstrução das artérias do AVC isquêmico consiste na administração de medicamento trombolítico, cuja finalidade é dissolver o coágulo e normalizar o fluxo sanguíneo no cérebro.

Esse tratamento deve ser aplicado em até 4 horas e 30 minutos do início dos sintomas, aumentando assim as chances de recuperação e minimizando as sequelas e taxa de mortalidade.

O medicamento também pode ser injetado diretamente no interior do coágulo, para a sua destruição, através de um cateterismo cerebral. O procedimento deve ser feito em até 6 horas do início dos sintomas. Um cateter é introduzido na artéria femural (localizada na virilha), seguindo o fluxo das artérias até chegar à obstrução para aplicar o medicamento.

Além disso, existem cateteres que podem realizar a desobstrução da artéria sugando ou retirando o trombo ou coágulo de dentro do vaso. Nestes casos, chamados de terapia combinada, o medicamento pode ou não ser utilizado.

Os outros tipos de AVC: hemorrágico é o derrame

Também é um dos mais comuns tipos de AVC o hemorrágico, também conhecido como derrame, o que significa que houve a ruptura de um vaso sanguíneo causando uma hemorragia no cérebro.

Dos dois tipos de AVC,esse é o mais grave e tende a ser provocado por uma hemorragia intracerebral, quando um vaso sanguíneo estoura dentro do cérebro, ou ainda uma hemorragia subacnóidea, que é quando um vaso sanguíneo na superfície do cérebro sangra para a área entre o cérebro e o crânio.

O tratamento do AVC hemorrágico pode ser cirúrgico ou clínico, dependendo do volume da lesão, da localização e da condição clínica do paciente. Mesmo os pacientes tratados cirurgicamente recebem todo o suporte clínico e de reabilitação.

O tratamento cirúrgico retira o sangue de dentro do cérebro. Em alguns casos, coloca-se um cateter para avaliar a pressão dentro do crânio, que aumenta por conta do inchaço do cérebro após o sangramento.

Em algumas situações, o tratamento cirúrgico não é realizado de forma imediata, já que é comum que aconteça um novo sangramento poucas horas depois do primeiro. Já o tratamento clínico desses tipos de AVC tem como objetivo controlar a pressão arterial, complicações como crises convulsivas e infecções.

 

 


Sites parceiros