Dica do Nutricionista

Conheça quais os alimentos sem glúten que são opção para intolerantes

Por Redação Doutíssima 15/11/2014

Há um tempo as pessoas que sofriam de doença celíaca – que não digerem o glúten, proteína presente em vários itens e causa problemas ao organismo – sofriam com a escassez de produtos que pudessem consumir. A alimentação acabava ficando muito chata.

Com a moda dos alimentos sem glúten para emagrecer e evitar alguns transtornos de saúde, as prateleiras do supermercado ganharam mais opções de produtos sem a substância.

alimentos-sem-glúten

Quem busca excluir o glúten da sua alimentação tem alternativas. Foto: iStock, Getty Images

Alguns especialistas acreditam que o glúten, especialmente em excesso, causa inchaço e inflamações, dores musculares e nas articulações. Sendo assim, ao evitar esta proteína é possível emagrecer e ganhar qualidade de vida.

Vale lembrar que o glúten não está presente apenas no trigo, mas também no centeio, na cevada, no malte e na aveia. Mas como cortar tudo isto e se alimentar com prazer? Conheça alguns alimentos sem glúten que podem resolver o problema.

Opções de alimentos sem glúten

Já falamos nos ingredientes que contém glúten, então citamos alguns dos alimentos sem glúten que estão liberados: carnes, todas as frutas, sementes, laticínios, castanhas e amêndoas, linhaça, quinoa e chia, mandioca, batata, arroz, milho, tapioca, feijões e vegetais e hortaliças.

Para criar suas refeições, pense que alguns alimentos precisam de trocas por similares ou de substituições. Por exemplo, no café da manhã, só vale pão sem glúten comprado pronto ou feito em casa com farinha de arroz ou outro ingrediente permitido que você tenha conseguido a receita.

Da mesma forma você pode fazer os bolos e os biscoitos. Lembrando que os biscoitinhos de maisena estão dentro dos permitidos e são uma delícia. Tapioca também é uma ótima dica para começar a manhã e você pode variar nos recheios, doces ou salgados.

Alimentos sem glúten contam com versões especiais

Ficar sem macarrão é crueldade, não é? Mas isto está resolvido. Há várias marcas de macarrão de arroz que são uma delícia e substituem numa boa a sua massa. O modo de preparo e o molho podem seguir o método tradicional.

No caso da pizza, o ideal é fazer a massa em casa com farinha de arroz: há diversas receitas, e o recheio fica a seu gosto. Em lojas especializadas você também encontra essa massa já pronta em discos.

É possível encontrar também versões sem glúten de barrinhas de cereal, granola, salgadinhos, cookies, pães, biscoitos, farinhas para fazer receitas e diversos outros alimentos sem glúten. Mas tem que estar muito atenta aos rótulos.

Produtos industrializados podem conter glúten sem que você imagine. Tome muito cuidado com as maioneses, mostardas, catchups e temperos prontos.

Já alguns produtos parecem liberados, mas no seu processo industrial são acrescidos de algum ingrediente que contém glúten e estes devem ser riscados do cardápio.

São alguns deles: embutidos tipo salames, salsichas e salaminhos, carnes empanadas, carnes à milanesa e patês enlatados. Também são proibidos os leites achocolatados que contenham malte ou extrato de malte, os queijos fundidos e os que são preparados com cereais proibidos.

Bebidas como whisky, vodka, gin e cerveja, além de ovomaltine e outras que contém malte e ou cevada, também são proibidas. O rótulo deve ser lido com atenção e, se ficar em dúvida sobre a composição do produto, não compre.

 

 


Sites parceiros