Dieta

Conheça e evite 10 alimentos prejudiciais para a sua saúde

Por Redação Doutíssima 19/11/2014

Diz o velho ditado: o que não mata, engorda. Só que alguns alimentos, além de engordar, podem matar aos poucos. É o caso do sorvete, do cachorro quente e daquela porção de batata fritas, todos tão atrativos para o paladar que se tornam difíceis de resistir. Mas não é preciso se desesperar.

Nenhum destes alimentos prejudiciais precisa ser excluído do seu cardápio. O importante é saber que eles não devem ser ingeridos diariamente e nem em excesso. Assim sendo, eles podem ser consumidos – desde que de forma moderada.

alimentos-prejudiciais

Comidas prontas, como cachorro quente, não são recomendadas no verão. Foto: iStock, Getty Images

Para ajudá-lo a se alimentar de forma mais saudável, listamos os 10 principais tipos de alimentos prejudiciais à saúde. Confira!

Alimentos prejudiciais: fique de olho

1. Pizza congelada

Este tipo de alimento semi-pronto é rico em gordura saturada, responsável por fazer subir os níveis do colesterol ruim. Além disto, aumenta o risco de doenças cardiovasculares. Outro problema destas refeições é que elas costumam ser ricas em sódio – que, em excesso, pode ocasionar aumento da pressão arterial.

2. Cachorro quente

Uma salsicha de 50 gramas possui 24% do valor diário de gorduras totais, 20% de gorduras saturadas e 20,3% de sódio. Além disso, para a conservação da salsicha são utilizados nitritos e nitratos que no estômago se transformam em nitrosaminas, que podem levar ao câncer no estômago. É um dos alimentos prejudiciais mais perigosos do dia a dia.

3. Batata frita

O principal problema está no fato de ser uma fritura, pois faz com que ocorram alterações químicas no óleo utilizado, deixando de ser uma fonte de gordura insaturada (no caso dos óleos vegetais), fundamental para nossa saúde, dando lugar à gordura saturada, que em excesso pode causar diversas doenças.

Este processo também promove a formação da gordura trans, que estão diretamente relacionadas ao aumento de doenças cardiovasculares e à piora do quadro de saúde.

4. Bacon

Comer 50 gramas diários de carnes processadas como o bacon aumenta em 42% o risco de problemas cardíacos e em 19% o de diabetes tipo 2, o que torna este um dos alimentos prejudiciais mais perigosos ao organismo.

Este alimento possui gordura saturada, sendo que uma fatia possui 6,4% do valor diário, que sofre um processo de oxidação que facilita o aparecimento de placas que podem inflamar as artérias sanguíneas, levando ao comprometimento cardíaco. Além disto, a ingestão diária de bacon aumenta em 19% o risco de câncer no pâncreas.

5. Sorvete

Possui carboidratos de baixo valor nutricional, que são absorvidos rapidamente pelo organismo e transformados em gordura. O consumo em excesso pode facilitar o aumento de peso. Uma bola de sorvete de chocolate, por exemplo, contém 130 calorias e 18,5% dos valores diários de gorduras saturadas que um adulto necessita.

A longo prazo, o excesso de consumo desta gordura, que sofre um processo de oxidação, pode dar origem ao aparecimento de placas que podem inflamar as artérias sanguíneas, levando a doenças vasculares que podem comprometer o coração, os rins e o cérebro.

6. Margarina

É feita com óleos vegetais líquidos hidrogenados e gordura trans, que não são reconhecidas pelo organismo. Em virtude disto, essa gordura acaba acumulada na região abdominal e promove o aumento dos níveis de colesterol ruim e do risco de doenças cardiovasculares.

7. Bolacha recheada

Além do excesso de açúcar, os biscoitos recheados contêm muita gordura saturada, o que favorece o aumento do LDL (colesterol ruim) e a diminuição do HDL (colesterol bom), aumentando o risco de doenças cardiovasculares graves.

Para completar, os aditivos usados para dar cor a essas bolachas também são prejudiciais à saúde e estão associados à hiperatividade e déficit de atenção, tornando-as um dos alimentos prejudiciais menos indicados.

8. Salgadinhos

Por conter uma série de produtos químicos, pode causar alergias. Um pacote de 63 gramas deste alimento contém 17% do valor diário de sódio, que quando consumido em excesso está relacionado ao aparecimento de pressão alta e doenças renais.

9. Churros recheados

Estas massas fritas, recheadas com chocolate ou doce de leite, têm as complicações das frituras e ainda são ricas em açúcar. O alimento possui 18,4% do valor diário das gorduras totais e 18,8% das gorduras saturadas.

10. Refrigerante

Além de possuir muitas substâncias artificiais em sua composição, a bebida tem uma grande quantidade de fosfatos, que em excesso provocam a liberação do cálcio e o consequente enfraquecimento dos ossos, facilitando a incidência de doenças como a osteoporose.

Outro problema é que uma lata de refrigerante possui 37 gramas de açúcar. Pesquisas mostram que seu alto consumo está associado ao maior risco de acidente vascular cerebral e a problemas respiratórios. Outras bebidas ricas em açúcar que são tão prejudiciais quanto o refrigerante são os sucos industrializados.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros