Gestante

Como lidar com os sintomas de gravidez no início da gestação

Por Redação Doutíssima 25/11/2014

Alguns sintomas são comuns para as mulheres grávidas, mas muitas não sabem por que eles ocorrem e o que fazer para reduzir o desconforto na fase inicial da gestação.

 

Desde os comuns enjoos e cólicas até o aumento dos seios e a sonolência, é preciso conhecer o funcionamento do corpo durante esse período. Encontre aqui algumas dicas de como agir frente aos sintomas de gravidez.

sintomas-de-gravidez

Lidar com enjoos faz parte do período de gestação para a mulher. Foto: iStock, Getty Images

Enjoos são incômodos sintomas de gravidez

 

Geralmente os enjoos acontecem logo no início da gestação, podendo ou não provocar vômito. Quando impedem a alimentação normal da futura mãe, causam preocupação porque são causa de desidratação e desnutrição, que podem prejudicar a mãe e o bebê.

 

O enjoo, um dos sintomas da gravidez mais comuns, tende a passar após o 1º trimestre. Porém, quando vai além das 12 semanas, pode ocorrer a chamada hipermese gravídica, quando os enjoos e o vômito tornam-se incomuns e mais fortes.

 

Podem ser causas desse problema as altas taxas de produção hormonal, questões psicológicas e anomalias no estômago e no intestino. Para tratar, é preciso avaliar os sintomas. Através do pré-natal, é recomendada uma dieta mais seca e sem temperos. Uso de remédios para enjoo e internação somente são necessários em casos de risco.

 

Cólicas são sintomas de gravidez comuns

 

Quando o útero começa a se expandir devido ao crescimento do feto, podem acontecer cólicas com dores relativas em cada paciente. Desde o início da gestação, é normal a mulher sentir dores abdominais e na região da barriga.

 

Porém, quando as cólicas forem muito intensas e acompanhadas de dores pélvicas, é importante recorrer a um médico. Dentre os sintomas de gravidez, a cólica é capaz de disfarçar infecções urinárias, que podem ser tratadas quando identificadas logo.

 

É também normal que as cólicas se intensifiquem no terceiro trimestre da gravidez, quando o crescimento do bebê é acelerado.

 

Aumento das mamas pode causar dor

 

Devido ao aumento na produção de hormônios femininos que ocorre logo no começo da gestação, várias consequências são sentidas pela mulher. O organismo se adapta para conceber o bebê e, então, diversas transformações acontecem – principalmente nos seios.

 

A progesterona, hormônio responsável por reter o líquido corporal, também causa desconforto nas mamas por provocar seu crescimento. No início, os sintomas de gravidez percebidos nos seios são mais intensos pela mobilização hormonal e, mais perto do final, porque inicia a produção de leite.

 

Outros sintomas de gravidez, como o sono extremo e as tonturas, são bastante comuns no início. O coração da mulher começa a trabalhar mais devido às alterações sanguíneas. Além disso, o corpo retém mais água e sódio, o que provoca um aumento do nível de sangue e diminui a pressão arterial.

 

Essas mudanças servem como uma defesa do organismo para proteger a mãe e o bebê contra hemorragias no momento do parto. Como consequência, o corpo fica mais cansado, podendo haver tonturas, mal estar, fadiga e muito sono.

 

A dica é simples: descanse e tente manter a tranquilidade durante a gravidez. Faça um acompanhamento médico para ficar segura de que esses sintomas são apenas parte da gestação.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros