Sexualidade

Veja tudo o que você precisa saber sobre ejaculação precoce

Por Redação Doutíssima 26/11/2014

Um dos principais problemas sexuais masculinos é a ejaculação precoce, que afeta uma boa parcela de homens de todas as idades, independentemente da raça e grupo socioeconômico. Isto pode ser um problema temporário, mas, em alguns casos, dura pelo resto da vida. Apenas 9% dos homens procuram o tratamento médico para a ejaculação precoce, que muitas vezes é confundida com outro problema sexual comum, a disfunção erétil.

 

ejaculação-precoce

Ejaculação precoce é um problema comum, e pode ser tratado. Foto: iStock, Getty Images

Alguns especialistas definem que a ejaculação precoce acontece 30 segundos após a penetração, mas a maioria concorda que é quando um homem é incapaz de controlar a ejaculação pelo menos não o suficiente para satisfazer a sua parceira.

Para homens mais jovens e mais velhos, a ejaculação precoce pode ser mais frequente, mas se você não está em nenhuma destas faixas etárias e sofre com esse problema, veja mais sobre esta disfunção e saiba como é importante ir em busca de ajuda especializada para tratá-la.

 

Causas da ejaculação precoce

A causa exata da ejaculação rápida demais ainda não é muito conhecida e, muitas vezes, varia de um homem para outro. Estudos demonstram que há uma variedade de fatores que contribuem para que não seja possível controlar a ejaculação.

Psicológica

A ejaculação precoce pode ser causada por uma depressão temporária, estresse, ansiedade, expectativas não realistas sobre o desempenho ou um histórico de problemas sexuais.

Biológica

Um número de fatores biológicos podem ser a causa da ejaculação precoce, incluindo níveis hormonais anormais, atividade anormal do sistema ejaculatório, hipertireoidismo e inflamação ou infecção da próstata ou da uretra.

Neurobiológica

Acredita-se que o neurotransmissor da serotonina desempenha um papel central no controle da ejaculação. Se o homem possui baixos níveis de serotonina em áreas específicas do cérebro, isso é capaz de provocar a ejaculação prematura. Com isso pesquisas demonstram que com o aumento dos níveis de serotonina é possível retardar a ejaculação.

 

Como tratar a ejaculação precoce

A ejaculação precoce é um problema comum, mas isso não significa que você precisa conviver pra sempre com ele de maneira passiva. Existem algumas alternativas que podem melhorar o controle ejaculatório e te proporcionar uma vida sexual mais satisfatória para você e sua parceira.

Reduzir a ansiedade

Os terapeutas concordam que a ansiedade é, muitas vezes, um dos fatores que contribuem para a ejaculação precoce. Pode ser por isso que homens que estão iniciando a sua vida sexual podem sofrer com isso em algum momento. Para resolver isso, a meditação e técnicas para relaxamento podem ser ótimas formas de lidar com o problema.

Diminuir a sensibilidade

Camisinhas com benzocaína ou até mesmo um gel anestésico local suave ajudam a diminuir a sensibilidade do pênis. Vale a pena testar.

Exercícios

Exercícios de controle muscular, conhecidos como “stop/start”, podem ajudar a resolver a ejaculação precoce. Quando você se encontra quase no clímax, retire o seu pênis e permita-se relaxar o suficiente para evitar a ejaculação.

Você pode repetir quantas vezes quiser para conseguir prolongar o ato sexual. Outro exercício é apertar a ponta do pênis por 10 a 20 segundos, quando a ejaculação for iminente. Isto pode ser repetido até que a ejaculação seja desejada.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros