Sexualidade

Perca o medo de falar sobre sexo

Por Redação Doutíssima 01/11/2014

Em outros tempos, sexo era um assunto praticamente proibido na maioria das conversas. Manter um diálogo sobre isso era coisa de depravados, pecadores. Esse contexto histórico pode contribuir para que esse ainda seja um tabu: muita gente ainda tem medo de falar sobre sexo, seja por timidez ou pelo sentimento de remorso. Mas os tempos mudaram, por isso aprenda, com nossas dicas, a se livrar desse receio e curtir um papo sobre esse assunto que todos gostam.

medo-de-falar-sobre-sexo

O medo de falar sobre sexo é um tabu que pode ser facilmente quebrado. Foto: iStock, Getty Images

Quebre o tabu e perca o medo de falar sobre sexo

Para perder o medo de falar sobre sexo,primeiro você precisa entender que ele é algo natural, prazeroso, algo para o qual o seu corpo foi projetado para fazer. Você não precisa ter vergonha nem para falar e muito menos para pensar sobre esse tema.

Torne-se mais íntimo do assunto e leia sobre ele, explorando seu corpo – a vagina e o pênis fazem parte dele assim como os braços e mãos, portanto, não há nada de vergonhoso de usar esses órgãos para a atividade a qual eles foram projetados.

Entendendo e aceitando melhor esse tema, comece a pensar em conversar com alguém a respeito. Isso vai depender de quem inspira a você uma maior confiança. Tem gente que tem mais liberdade com seus amigos do mesmo sexo e, portanto, prefere conversar sobre isso com eles.

Outros podem ter uma relação bastante livre com os seus pais, o que possibilita que o assunto sexo surja sem constrangimentos.

Não tenha medo de falar sobre sexo com seu parceiro

Talvez você não tenha nenhum problema de falar no assunto, muito menos de praticá-lo, mas tem medo de falar sobre sexo com seu parceiro ou parceira, o que pode afetar diretamente sua vida sexual. Imagina querer experimentar uma posição nova, por exemplo, e não conseguir propor? Ou não gostar de algo que o casal vem fazendo e não poder expor isso? O sexo é uma parte importante do relacionamento e precisa ser tratado como tal.

Nesse caso as principais barreiras são a insegurança e a vergonha de julgamento. Portanto, comece pensando sobre isso, para que o sexo deixe de ser proibido primeiro na sua cabeça. Seus desejos, o que gostaria de experimentar ou mudar. Quanto mais você tiver certeza do que quer, mas fácil será de compartilhar com o parceiro.

Feito isso, reflita sobre os sentimentos de insegurança e vergonha que o fazem ter medo de falar sobre sexo, tentando entender afinal o que tem de tão errado nas coisas que você deseja durante a relação sexual. Você precisa perder seus preconceitos para acreditar que seu parceiro também não os terá.

Depois que já tiver derrubado esses bloqueios de dentro de você, pense em instrumentos que poderá usar pra começar a introduzir o tópico, como filmes, livros, revistas, entre outros. Então, o assunto estará em pauta de maneira natural – basta iniciar um diálogo como quem não quer nada, observando a abertura do outro.

Mas tenha cuidado na hora das críticas, evitando expressões negativas como “você quase nunca faz sexo oral”. Mude para “adoro quando você faz sexo oral em mim”. As mesmas palavras que melhoram uma relação podem trazer insegurança. Quando esse tema deixar de ser um tabu na vida de vocês, você perderá o medo de falar sobre sexo com seu companheiro ou companheira e a vida sexual de vocês será muito mais prazerosa.


Sites parceiros