Sexualidade

Sexo karezza: atingir o ápice do prazer sem penetração é possível

Por Redação Doutíssima 29/09/2014

Você já imaginou ter relações sexuais sem atingir o orgasmo? Pode parecer estranho, mas muitas pessoas praticam esse tipo de relação, conhecida como sexo karezza.

A ideia é reacender a intimidade com o parceiro, em especial no caso dos casais que estão juntos há muitos anos. Se você é uma daquelas pessoas que quer trazer de volta a paixão e a emoção para a sua vida sexual, o sexo karezza é uma alternativa.

sexo-Karezza

Sexo karezza é uma prática semelhante ao sexo tântrico, que previne o orgasmo. Foto: Shutterstock

Sexo karezza: uma experiência sexual

O nome sexo karezza vem da palavra de origem italiana “carezza”, que traduzida para o português significa carinho. A teoria foi proposta pela primeira vez pela feminista americana, obstetra e ginecologista Dra. Alice Bunker Stockham. Sua proposta era experimentar uma sensação corporal mais importante, que iria além do simples orgasmo.

Semelhante ao sexo tântrico, essa prática provoca um atraso na ejaculação e aumento da resistência no momento da relação sexual. Com isso, essa prática quer promover uma experiência intensa, apaixonada e sensual, sem ter relações sexuais para atingir o orgasmo. Como o casal não tem como objetivo o clímax através da penetração, estão mais focados em dar e receber prazer.

Benefícios do sexo karezza

Com o sexo karezza, os casais tentam experimentar novamente as sensações perdidas de carinho e prazer. Entre os benefícios da prática relatados por mulheres, estão o aumento do desejo, o prolongamento das sensações e até efeitos positivos para o organismo, como a menor ocorrência da cólica menstrual e a sensação maior de rejuvenescimento.

Alguns  homens que praticaram o karezza admitem que se apaixonaram novamente pelas suas parceiras. Outros dizem que se tornaram mais viris após optar pelo sexo karezza. Por isso, quem possui problemas de ereção muitas vezes superam o problema com essa técnica.

Como fazer

Então, você ficou interessado ou interessada no método karezza? A chave para essa atividade sexual está em ir devagar. Concentre-se em agradar o seu parceiro tocando e beijando suas partes do corpo, como o pescoço e as orelhas. Também inclua carícias não-eróticas, durante as duas primeiras semanas. A ideia é começar apenas olhando um ao outro e aos poucos permitindo carícias não eróticas nas primeiras noites, e, com o passar das noites, ir aumentando a intensidade destas carícias.

Lembrando sempre que, quando as coisas esquentarem, é hora de parar. Depois de mais ou menos 15 dias, pode haver a penetração sexual. A diferença é que deve ser praticada de uma forma mais suave, evitando a excessiva excitação e principalmente o orgasmo.

Sexo karezza ou tântrico

Em muitos sentidos, o sexo karezza se confunde com o sexo tântrico. O ideal aqui não é pregar um ou outro método, mas buscar essa sensação que só a intimidade e o carinho proporcionam em uma relação sexual. A mensagem que fica, no fim da história, é que a busca incessante pelo orgasmo pode atrapalhar o amor carnal. Fique atento!

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros