[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Tratamento da AIDS ajuda a garantir qualidade de vida

Por Redação Doutíssima 02/12/2014

A AIDS é uma doença que ainda não tem cura e é transmitida pelo vírus HIV que ataca o sistema de imunidade humano. Assim, abre portas para as doenças oportunistas, deixando o sistema imunológico totalmente deficiente e incapaz de combater as doenças. A boa notícia é que o tratamento da AIDS evoluiu muito nos últimos anos.

Hoje, a pessoa que tem a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Sida, em português) pode ter uma vida relativamente saudável e mais longa do que há décadas.

tratamento-da-aids

Coquetéis garantem mais tempo de vida ao soropositivo. Foto: iStock, Getty Images

Tratamento da AIDS não dispensa prevenção

 

Apesar das campanhas de combate à doença, o número de pessoas infectadas nos últimos anos ainda preocupa.

Mesmo com o avanço no tratamento da AIDS em relação à melhora da qualidade de vida do portador da doença, o índice mostra que as pessoas passaram a se preocupar menos com o problema. Vale destacar, é que mesmo com a melhora do tratamento, em nada pode diminuir a preocupação com a prevenção.

A AIDS é contraída através de sexo desprotegido, uso e compartilhamento de agulhas e seringas contaminadas, de mãe para filho a gestação ou na hora do parto, especialmente se a mãe não fez seu pré-natal adequadamente e pela amamentação.

O diagnóstico da AIDS é feito através de exame de sangue. Postos de saúde podem encaminhar gratuitamente o exame, que é feito e dado o resultado de forma sigilosa. Com o resultado positivo, o paciente passa a ter acompanhamento médico para o tratamento da AIDS.

Como já citado acima, o tratamento atual garante que a pessoa portadora do vírus HIV tenha uma vida normal. Ela pode executar qualquer tarefa profissional ou pessoal, ir à academia, passear, namorar, etc..

Os principais medicamentos atuais para o tratamento da aids são os antirretrovirais, que são os coquetéis antiaids que precisam ser tomados corretamente para garantirem a sobrevida do soropositivo.

 

Comprometimento no tratamento da AIDS

 

Os médicos afirmam que quando o paciente faz a sua “adesão” ao tratamento, ou seja, ele assume o compromisso de fazer o que lhe é prescrito, ele também garante uma vida mais longa e com qualidade.

Além do coquetel, é indicado que o paciente mantenha hábitos saudáveis e alimentação balanceada, além de praticar esportes, como é indicado a qualquer pessoa que deseje viver mais e melhor.

Ao contrário do que se imagina, o portador do vírus HIV não está fadado ao exílio. Ele pode praticar seus esportes, se divertir com os amigos, namorar, beijar na boca e fazer sexo como todo mundo, porém, sempre com camisinha.

O tratamento da AIDS mantém o vírus sob controle e mesmo que dois soropositivos façam sexo, o preservativo não pode ser abandonado para evitar a reinfecção por vírus que pode ser resistente ao remédio.

O tratamento que uma pessoa faz, trata do vírus dela. Em contato com o de outra pessoa, as coisas mudam de novo.  Além do mais, o uso da camisinha não previne outras doenças sérias como a hepatite e a sífilis.

O Sistema Único de Saúde oferece tratamento e medicamentos gratuitos para portadores do vírus da AIDS. Além disto, há outras redes de apoio que são importantes para encarar a doença de melhor forma e poder tocar a vida em frente, como os Serviços de Atenção Especializada (SAE).

Para garantir a saúde, procure um médico, faça tratamento e exames necessários e use preservativo em todas as relações.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]