[the_ad_group id="16401"]
Sexualidade

É comum a mulher fingir orgasmo? Saiba mais sobre o prazer feminino

Por Redação Doutíssima 04/12/2014

É sabido que uma considerável parte das mulheres costumam fingir orgasmo, já que não conseguem atingi-lo. Isso é, porém, prejudicial para elas e também para os seus parceiros. Entenda mais sobre o prazer feminino para saber como evitar este tipo de situação.

 

fingir-orgasmo

A mulher costuma fingir o orgasmo para agradar o seu parceiro. Foto: iStock, Getty Images

São vários os motivos que podem levar a mulher a fingir orgasmo. Os mais comuns são estresse e alterações hormonais, porém o homem também tem efeitos sobre isso, pois as mulheres têm necessidade de se sentirem amadas e queridas. Se notarem que não estão sendo correspondidas ou se forem tratadas com mais frieza, elas logo perdem o estímulo.

 

Mas por que fingir orgasmo?

A maioria das mulheres que não conseguem chegar ao clímax durante a relação afirma que costumam fingir orgasmo para agradar o parceiro e não ferir seu ego. Outro motivo é o medo de não ser considerada boa de cama ou a vontade de que o ato termine o quanto antes. O álcool também pode ser apontado como um fator, já que torna mais difícil a excitação sexual.

 

Essa mentira pode parecer pequena, mas fingir orgasmo esconde consequências mais graves, podendo levar até à depressão. Isso também contribuiu para o desgaste da relação, prejudicando a comunicação do casal. Além disso, a mulher deixa de aproveitar melhor a sua vida sexual, privando-se de sensações incríveis de prazer.

 

Como saber se ela está mentindo?

Se o casal não tem tanta intimidade, realmente será difícil descobrir se ela está fingindo ou não. Eles devem perguntar abertamente sobre o que a satisfaz mais e o que ela gosta ou não na cama.

 

Para os demais, basta que o homem preste mais atenção na sua parceira. O primeiro sinal é a falta de lubrificação. Se ela mesmo assim der gemidos e se contorcer, provavelmente está mentindo para acabar logo com a relação.

 

Quando a mulher atinge o orgasmo, várias ações do seu metabolismo fogem do controle dela. A respiração fica ofegante, os batimentos cardíacos aceleram, os mamilos ficam eretos e seu clitóris incha. Além disso, logo após atingi-lo, ela se sentem completamente esgotadas.

 

Se notar algum desses fatores, é importante, porém, não acusar sua parceira. Seja sensível e apenas diga que quer melhorar sua performance. Pergunte mais sobre o que a excita e seja sempre muito comunicativo.

 

Dicas para você não precisar fingir orgasmo

Algumas dicas podem ajudar a mulher a chegar ao orgasmo. Uma delas é treinar a respiração. Inspirar e expirar em sincronia com o parceiro é uma boa técnica, além de que a respiração ajuda acelerar a circulação sanguínea, irrigando todas as partes do nosso corpo.

 

O medo de não chegar lá é outro fator que impede a mulher de atingir o gozo e optar por fingir orgasmo. Procure se concentrar mais, desligue-se dos problemas e mantenha o foco no que está acontecendo no momento.

 

Peça para seu parceiro investir mais nas preliminares. As mulheres têm uma grande quantidade de zonas erógenas espalhadas pelo corpo que passam despercebidas durante a relação. Aposte em carinhos e lambidas nas orelhas, no ventre e na parte interna da coxa dela. Com certeza, isso vai deixá-la ainda mais estimulada.

 

Masturbar-se também é importante, afinal você não pode exigir que o parceiro saiba como satisfazê-la se nem ao menos você sabe o que mais lhe agrada. Deixe a vergonha de lado e conheça melhor seu próprio corpo.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]