[the_ad_group id="16403"]
Especialidades

Como controlar o sono: cinco dicas para dormir melhor

Por Redação Doutíssima 25/12/2014

Mais de sete milhões de pessoas sofrem de sonolência durante o dia, já apontou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Como controlar o sono excessivo nas horas de expediente é o que muitos devem querer saber.

 

O desânimo inerente à soneira nem sempre pode ser disfarçado, o que pode acarretar em grandes prejuízos à carreira e aos planos profissionais dentro das empresas.

como controlar o sono

Disciplina ajuda a estabelecer rotina que não prejudique o rendimento do dia. Foto: iStock, Getty Images

 

Como controlar o sono X Mercado de trabalho

Conforme estudiosos, dos 14 aos 22 anos o ciclo do sono tende a ser vespertino. Assim, os jovens não têm problemas em dormir tarde e acordar tarde. Contudo, quando ingressam no mercado de trabalho, muitos passam a ter déficit de sono, visto que seguem dormindo tarde, porém despertando cedo.

 

Dormir o número de horas suficientes de acordo com as necessidades de cada organismo é a chave de como controlar o sono. Há pessoas para as quais sete horas de sono são suficientes. Outras, precisam de mais de 10 horas de repouso noturno.

 

Entretanto, nem todo mundo pode dar-se o privilégio de dormir muitas horas considerando que no Brasil muitos trabalham e estudam em turnos diferentes.

 

Aprenda como controlar o sono

Se você é uma destas pessoas que não está conseguindo tirar da noite todo o repouso que merece, saiba que algumas atitudes podem ajudá-la. Saiba como controlar o sono com dicas bem simples, mas que farão toda a diferença na sua vida:

 

1. Vida mais regrada

Estabelecer horários para comer, ler e dormir – e segui-los à risca – é uma maneira de propor ao corpo um ritmo. Ao acostumar-se a uma rotina, o sono aparece nos horários certos à noite. Ao recolher-se cedo, não haverá sonolência no dia seguinte.

 

2. Dieta

Manter uma alimentação equilibrada é mais um segredo de como controlar o sono. Pães, massas e doces compõem a lista de carboidratos complexos, isto é, de alimentos que devem ser evitados pois exigem demasiada energia metabólica para serem digeridos.

 

Por despender muito em sua função intestinal, o organismo pode deixar a desejar em outras funções e até deixar a pessoa sentindo-se cansada.

 

Nesta linha, portanto, indica-se o reverso: itens que proveem energia, o que abarca legumes e nozes, além de frutas, sobretudo as ricas em vitamina C como laranja, tangerina, limão e caju.

 

3. Exercício

Praticar atividades físicas é mais uma dica importante de como controlar o sono. O treino regular ajuda a estabilizar as substâncias e os hormônios que circulam pelo organismo.

 

Ao acelerar o metabolismo durante a realização de esportes, o corpo sinaliza, à noite, a necessidade de descanso. Assim, é provável que a pessoa durma mais tranquilamente à noite, sem apresentar episódios diurnos de sonolência.

 

4. Ambiente

Dormir sem interrupções é fundamental para que o período de descanso seja ideal. Optar por um quarto escuro, sem ruídos e com temperatura amena sempre ajuda. Tomar um banho morno ou ingerir leite ou chá quente são formas de acionar o mecanismo termorregulador do corpo, afinal, o sono que aparece na hora exata tende a ser restaurador.

 

5. Cafeína

Invista em itens com cafeína, mas não abuse. O café é o recurso mais difundido entre os que precisam ficar alertas. O fato tem razão de existir: a cafeína é realmente estimulante. A substância, entretanto, deve ser consumida com cautela, já que pode provocar também danos ao organismo. A recomendação são, no máximo, três xícaras de café por dia.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]