Amor e Sexo

Mitos do sexo: conheça as 20 maiores lendas do prazer

Por Redação Doutíssima 30/12/2014

O sexo está entre os temas mais comentados entre pessoas de todas as idades e em diferentes lugares e situações. Dessa forma, é natural que surjam muitos mitos e tabus a respeito da sexualidade humana.

 

O poder dos mitos do sexo

 

Em geral, as crendices surgem e são repassadas sem que sejam necessariamente verdadeiras ou corretas, mas que ficam presas em nossa cultura.

 

sexo

Muitos dos mitos sobre a vida sexual são vistos como verdades até hoje. Foto: iStock, Getty Images

Informações erradas, falta de conhecimento sobre o próprio corpo e seu funcionamento e educação sexual mal conduzida acabam sendo a base desses mitos. Por falta de embasamento científico, eles acaba difundidos pela sociedade e firmados como verdade.

 

Conheça os 20 principais mitos sobre sexo

 

Muitos dos mitos você já pode ter ouvido e outros, inclusive, pode acreditar que sejam verdade. Para esclarecer alguns mitos sobre o sexo bem comuns em nossa sociedade, fique atento. Confira a relação das 20 principais inverdades sobre o assunto:

1. Homens não gostam de preliminares. Eles se realizam somente no momento da penetração e no orgasmo, já que carícias preliminares agradam exclusivamente as mulheres.

2. Um homem que é bom amante dá orgasmos à sua parceira em todas as vezes em que fazem sexo.

3. É preciso um orgasmo simultâneo, em que ambos atinjam o clímax ao mesmo tempo, para que o casal se realize plenamente na cama.

4. É natural que, ao atingirem a idade adulta, as pessoas percam o interesse na fantasia sexual e na masturbação.

5. Perder os genitais, por qualquer motivo que for, significa automaticamente perder a sexualidade.

6. Para que a relação sexual seja boa, sempre é preciso que a excitação aumente gradativamente até chegar ao orgasmo. Esse, inclusive, sempre deve fazer parte do sexo.

7. Controle de natalidade ou planejamento familiar é um problema muito maior para mulheres solteiras do que para as casadas.

8. Jovens que possuem conhecimento sobre o tema iniciam sua vida sexual precocemente.

9. Quanto mais se pratica, maior acaba sendo o desgaste sexual, físico e psíquico.

10. Acordar excitado durante a noite – conhecido como polução – é sinal de distúrbios mentais.

11. Ter fantasias sexuais, imaginar-se em determinadas situações sexuais e desejar outras oportunidades na cama é errado.

12. A prática sexual deve ocorrer de forma natural e espontânea, não necessita de aprendizagem.

13. Falar e se informar sobre sexo faz com que a pessoa seja menos resolvida sexualmente.

14. Há como engravidar praticando sexo anal sem preservativo.

15. Quem se masturba acaba sofrendo uma mutação que faz crescer pelos nas mãos.

16. Usar preservativo acaba prejudicando o prazer, pois limita a sensibilidade do pênis e impede o orgasmo e a satisfação sexual.

17. Pessoas idosas não são mais capazes de sentir desejo sexual, pois já passaram da idade para praticar.

18. Ter relações sexuais dentro da água, como em piscina, banheira, mar, lagoa, rio, mata os espermatozoides.

19. Praticar sexo antes de eventos importantes prejudica a performance. O mesmo ocorre com atletas antes de competições que exigem alto preparo físico.

20. Quando está menstruada a mulher pode fazer sexo sem utilizar nenhum método contraceptivo que não irá engravidar.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros