Filhos

Crianças superdotadas: entenda o conceito e saiba como lidar

Por Redação Doutíssima 28/02/2015

Muito se fala em crianças superdotadas. Mas como identificar se seu filho possui uma superdotação? E se ele possuir, como lidar com essa capacidade mental diferenciada dele.

criancas superdotadas

Facilidade com números e memória elevada são características de superdotação. Foto: iStock, Getty Images

Existem escolas especializadas em educar e lidar com crianças com essa diferenciação, mas elas ainda são raras no Brasil. Por isso, é preciso ficar atento a alguns sinais para saber se seu filho é mesmo superdotado.

 

Desvendando o assunto sobre crianças superdotadas

Preparamos um guia para você tirar todas as suas dúvidas sobre crianças superdotadas

 

1. Superdotação. O que é?

É um fenômeno que tem como principal característica uma elevada capacidade mental, muito superior à média apontada na idade da criança. Em países como os Estados Unidos, as escolas são treinadas para identificar alunos que tenham essa capacidade.

As crianças superdotadas precisam de cuidados especiais em relação à educação e ao aprendizado, para que possam desenvolver plenamente toda a sua capacidade mental diferenciada. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 3,5% a 5% dos brasileiros possuam algum grau de superdotação.

 

2. Como a superdotação é medida

Através do Q.I (Quociente de Inteligência) é possível verificar se a criança é superdotada ou não. Nas pessoas que possuem superdotação, o Q.I é superior a 130. Lembramos que a média da população mundial varia entre 100 a 110.

Mas não é só pelo Q.I que podemos identificar crianças superdotadas. Alguns pontos, como personalidade e habilidade da criança precisam ser levados em consideração na hora do parecer. A criança nasce com essa habilidade, sendo impossível adquiri-la ao longo dos anos.

 

3. As principais características:

A criança fala, engatinha e anda muito cedo, antes do esperado e já possui um vocabulário bem vasto para a idade. Tem uma capacidade maior de atenção. Possui memória diferenciada e elevada.

Aprende muito rápido, possui facilidade com números e cálculos. Tem muita energia. Consegue ser líder desde cedo. Além disso, é muito criativa, curiosa e tem um grande desejo de aprender. Por fim, assume posição com grande senso crítico.

Como lidar com crianças superdotadas

A maior dificuldade que as crianças superdotadas enfrentam é a questão emocional. Os pais devem estar sempre presentes, dando apoio e ajudando no desenvolvimento da psique da criança. A dica é oferecer ambientes onde a criança possa desenvolver plenamente a sua capacidade mental elevada.

É importante os pais não supervalorizarem a questão nem fazerem comparações com amigos ou outros filhos, isso pode fazer com que a criança fique com medo de sua condição. Os pais devem ajudar as crianças com problemas emocionais, que surjam no caminho, aceitando falhas e evitando cobranças.

Os pais devem lembrar que, mesmo sendo superdotada, ela ainda é uma criança, e como tal, precisa brincar, ter amigos e vivenciar as coisas boas e ruins da infância.

 

Se você perceber que seu filho pode ter superdotação, peça para que um psicólogo avalie a condição emocional e psicológica. Você também pode buscar escolas especializadas existentes no Brasil. Conversar com pais que estejam na mesma condição pode ajudar a tirar algumas dúvidas que surgirão no caminho.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros