Clínica Geral > Saúde

Dor de cabeça tensional: entenda as causas e veja como tratar

Por Redação Doutíssima 28/03/2015

Um dos tipos de cefaleia mais comuns, a dor de cabeça tensional atinge cerca de 78% da população, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia. Apesar de ser uma das formas mais frequentes, nem sempre o problema é tratado da maneira mais adequada, podendo evoluir para um cefaleia crônica, incapacitando quem sofre com ela.

A dor de cabeça tensional se manifesta por um desconforto moderado na cabeça, pescoço e atrás dos olhos. Muitas pessoas a descrevem como se tivessem uma faixa apertada em volta da cabeça. Por não ser tão grave, e durar relativamente pouco, num primeiro momento, esse tipo de dor acaba por ser negligenciado.

Dor de cabeça tensional e relaxamento

Apesar de dores de cabeça tensionais serem desconfortáveis, raramente representam um sinal de doença mais grave. Uma combinação de mudanças no estilo de vida, técnicas de relaxamento e terapias tradicionais é capaz de ajudar a acabar com o problema.

dor de cabeca tensional

Um dos tipos de dores de cabeça mais comuns pode ter origem no estresse. Foto: iStock, Getty Images

As dores de cabeça tensionais são divididas em duas categorias principais. As episódicas são aquelas que não duram mais do que 30 minutos e aparecem em até 15 dias por mês a cada trimestre. As crônicas são aquelas que extrapolam esses limites, ou seja, são contínuas e duram horas, aparecendo em mais de 15 dias por mês a cada trimestre.

Causas da dor de cabeça tensional

As causas deste tipo de cefaleia ainda não são totalmente conhecidas. Geralmente, elas são ocasionadas por contrações musculares na cabeça e no pescoço. Algumas pessoas, porém, desenvolvem dores de cabeça do tipo tensional após olhar para uma tela de computador por longas horas ou dirigir por longos períodos.

Baixas temperaturas também são um fator capaz de desencadear uma dor de cabeça por tensão em determinados indivíduos. Outras causas associadas à cefaleia tensional incluem o consumo de álcool, a fadiga, o resfriado ou a gripe, a sinusite, a cafeína, a má postura e o estresse emocional.

Como tratar este tipo de dor de cabeça

Se você sente dores de cabeça com frequência, a orientação é buscar ajuda médica. Somente um médico será capaz de diagnosticar a origem da dor, se é mesmo tensional ou se é uma extensão de outro tipo de cefaleia.

Por isso é tão importante saber relatar tudo sobre sua dor, desde a localização até intensidade, informações essenciais para o diagnóstico correto.

Exames solicitados pelo médico, como tomografia computadorizada ou ressonância magnética, podem descartar qualquer tipo de causa mais grave para o seu problema. Se você estiver efetivamente sofrendo com uma dor de cabeça tensional, o especialista prescreverá algumas fórmulas para acabar com a dor ou para agir na sua causa.

É possível, ainda, tentar tratamentos alternativos, dentre os quais a meditação, o treinamento de relaxamento e a massagem.

Um estilo de vida saudável pode ajudar a prevenir dores de cabeça. Por isso, considere parar de fumar, fazer exercícios físicos regulares, comer alimentos saudáveis, beber muita água e limitar o seu consumo de álcool, de cafeína e de açúcar.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros