Gestante

Hipnoterapia é opção para aliviar desconfortos na gravidez

Por Redação Doutíssima 08/08/2015

A hipnoterapia é um estilo de terapia que lida com o inconsciente. Poucas pessoas sabem, mas a técnica pode ser usada para o tratamento de doenças. Além disso, pode ser uma alternativa para ter uma gravidez mais tranquila.

 

Fabiano José Amorim, hipnólogo filiado ao Instituto Brasileiro de Hipnologia e na Sociedade Ibero Americana de Hipnose Condicionativa, ensina que a hipnoterapia tem três linhas de trabalho: Ericksoniana, Condicionativa ou Programação Neuro-Linguística (PNL). “Todas possuem o mesmo objetivo, trazer saúde e bem-estar ao paciente”, explica.

hipnoterapia

Terapia que usa técnicas de hipnose pode deixar a gestante mais relaxada. Foto: iStock, Getty Images

 

Como funciona a hipnoterapia

Fabiano explica que através de técnicas de hipnose, o paciente é levado ao relaxamento de todo o corpo e mente, com o propósito de que seu estado de atenção esteja concentrado em algo. Então o hipnólogo trabalha de forma subliminar, “inserindo” chaves de comportamentos ao inconsciente do indivíduo.

Assim, ao se deparar com a situação que antes lhe causava desconforto, o mesmo receberá de seu inconsciente o comando de agir de uma forma mais natural, ou de forma mais saudável. Após algumas sessões com esse tratamento de repetição, a nova maneira de encarar certas situações se tornará um hábito.  

O hipnólogo comenta que não há contraindicações para aderir à técnica, mas alerta para a procura por profissionais capacitados e éticos, que saibam conduzir o paciente de maneira correta ao estado de relaxamento e transe e que possam ministrar as mudanças desejadas.

Dentre as possibilidades da hipnoterapia, Fabiano fala que ela pode ajudar em problemas como fobias, gagueira, impotência sexual, ansiedade, depressão, transtorno obsessivo compulsivo, emagrecimento, tabagismo, alcoolismo, dependência química, hipertensão, diabetes, asma, rinite, apneia, anorexia, ronco, insônia e outros.

Hipnoterapia na gravidez

Para o hipnólogo, esse tipo de terapia pode ser utilizado mesmo antes da concepção, quando um casal decide gerar um filho. “Neste primeiro momento, pode-se trabalhar a ansiedade de engravidar, alguns distúrbios sexuais, impotência e libido”, comenta.

Já durante a gestação, a téncica tem o papel de acompanhar as mudanças, como o grande aumento de hormônios e alterações fisiológicas. “ O trabalho é feito para que a mãe possa ter calma e controle da ansiedade, auxiliando também no controle de uma alimentação saudável e nutritiva para o bebê”, diz Fabiano.

A hipnoterapia também pode preparar a gestante para o momento do parto. As técnicas podem auxiliar na contenção da dor e na recuperação em caso de parto por cesárea.

Após o parto, o foco terapêutico é a recuperação da autoestima da nova mamãe e o controle das emoções, já que novamente ocorrem mudanças hormonais enquanto o corpo volta ao normal depois da gestação.

O bebê também se beneficia da hipnoterapia durante a gravidez. O bem-estar e tranquilidade da mãe garantem uma gestação mais confortável e saudável. Fabiano ainda lembra que não há contraindicação, então todas as gestantes podem fazer esse tipo de terapia.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros