Clínica Geral

Pesquisa do IBGE retrata como está a saúde dos brasileiros

Por Redação Doutíssima 24/08/2015

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou na última sexta-feira, 21 de agosto, importantes dados em relação à saúde dos brasileiros. Através de estatísticas da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), feita em 2013, foram detectados índices expressivos no que se refere aos hábitos da população diretamente ligados à qualidade de vida.

O terceiro volume da PNS foi realizado em 64 mil domicílios. O levantamento envolveu 1,6 mil municípios de todo o País.

Norteada pelo propósito de uma avaliação geral da saúde dos brasileiros, a pesquisa coletou dados que possibilitam um panorama relativo aos hábitos de alimentação, ao estado de bebês e idosos e a procedimentos médicos no País.

saude dos brasileiros doutissima shutterstock

Pesquisa do IBGE revelou que 84% dos idosos precisam de ajuda em tarefas. Foto: Shutterstock

 

84% dos idosos precisam de ajuda em tarefas

Entre os dados de destaque da PNS, é possível citar aqueles relacionados à saúde dos idosos. A pesquisa sugere que cerca de 13% da população no período era composta por pessoas com 60 anos ou mais.

O estudo apontou que 84% do grupo de idosos consultados tinha algum tipo de limitação, necessitando de ajuda para realizar tarefas. Cerca de 10,9% deles relataram não ter nenhum tipo de auxílio.

Os dados da pesquisa mostraram, também, que cerca de 6,8% dos idosos possuíam algum tipo de limitação funcional: tomar banho, comer ou trocar de roupa, por exemplo. Outro indicador apontou que 17,3% deles têm dificuldades nas atividades instrumentais, como fazer compras, tomar medicamentos ou usar meios de transporte.

Em relação ao auxílio prestado aos idosos, foi detectado que 18% deles pagam por seus próprios cuidados. Enquanto isso, cerca de 79% deles são auxiliadas por parentes. A PNS apontou que, quanto maior o grau de instrução, menor é a proporção de idosos com limitações.

54,7% dos partos ocorrem por cesariana

Alguns dados relevantes da PNS são relativos aos partos no Brasil. O levantamento apontou que 45,3% dos nascimentos no período ocorreram por parto normal, enquanto mais da metade – 54,7% – foram através da cesariana. No caso dos partos cesáreos, 53,5% deles foram agendados previamente, na fase pré-natal.

No Sistema Único de Saúde (SUS), a constatação foi de que 35,79% das mulheres agendaram o parto, enquanto no sistema privado a porcentagem sobe para 74,16%.

Ainda em relação à saúde da mulher, a pesquisa avaliou que apenas 60% das brasileiras entre 50 e 69 anos fazem o exame de mamografia, cujo propósito é detectar o câncer de mama. Outro indicador mostrou que 79,4% das mulheres com idades entre 25 e 64 anos já realizaram o Papanicolau, exame preventivo do colo de útero.

Deficiências atingem 6,2% da população

A PNS revelou, também, que as deficiências intelectual, física, auditiva ou visual acometem cerca de 6,2% da população brasileira. De acordo com as estimativas, a deficiência mais comum é a visual, que atinge cerca de 3,6% das pessoas.

Entre as doenças investigadas, a constatação foi de que 1,3% da população possui deficiência física, 1,1% possui deficiência auditiva e 0,8% possui deficiência intelectual.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 

É fã do Doutíssima? Acompanhe o nosso conteúdo pelo Instagram!


Sites parceiros