Sexualidade

Sapiossexualidade: entenda a atração sexual pela inteligência

Por Redação Doutíssima 30/09/2015

As pessoas têm sexualidades diferentes – elas podem ser heterossexuais, homossexuais, bissexuais, dentre outras. Porém, atualmente um novo conceito sobre a orientação sexual das pessoas está cada vez mais em evidência: a sapiossexualidade. Para um sapiossexual, não importa o gênero ou a beleza da pessoa, mas sim sua inteligência.

 

Sapiossexualidade é um novo conceito sobre o sexo

Em 2014, o site de encontros OkCupid chamou a atenção quando lançou novas opções de gênero e sexualidade para seus membros, incluindo um rótulo particularmente intrigante: “sapiossexual.” Se não ouviu falar dele, você não está sozinho. Esse é um neologismo, uma etiqueta tão nova que você não pode encontrá-la em dicionário algum.

sapiossexualidade

Algumas pessoas se sentem sexualmente atraídas por atributos mentais do outro. Foto: iStock, Getty Images

A sapiossexualidade é definida como aquela que encontra na inteligência a característica mais sexualmente atraente. E essas pessoas são muito mais comuns do que você imagina. Como preliminares, elas possuem preferência por discussões filosóficas, políticas ou psicológicas – e não pelo método tradicional.

 

De acordo com o site Sapiosexual.com, o termo foi usado pela primeira vez em 1998 pelo LiveJournal para descrever alguém que se sentia mais atraído pelas especificidades da mente de um parceiro do que pelas especificidades do corpo dele. De toda forma, não é de hoje que pessoas inteligentes são capazes de ter algum tipo de vantagem em sua vida sexual.

 

Uma pesquisa da empresa de brinquedos eróticos LoveHoney mostrou um relevante interesse em sexo entre os alunos do Grupo Russell. Trata-se de uma associação de universidades de elite, o que permite concluir que as pessoas mais inteligentes possuem impulsos sexuais mais elevados.

 

Além disso, um estudo da Universidade do Novo México testou a saúde do esperma de 400 homens e, em seguida, a sua inteligência global.

Os pesquisadores descobriram que havia uma correlação direta entre a inteligência do participante e a salubridade do esperma – em outras palavras, quem obteve maior pontuação no teste cognitivo também teve o esperma considerado mais saudável.

Você é um sapiossexual?

Muitas pessoas têm se identificado como um sapiossexual, uma vez que a inteligência sempre foi uma característica muito apreciada pelo ser humano. No entanto, não é bem assim para você entrar nesse “grupo”. Há alguns pontos que identificam com clareza essa preferência sexual. Quer conhecê-los? Confira.

 

1. Grafia e fala correta

sapiossexualidade

A escrita com o uso correto da língua pode ser um atrativo para pessoas sapiossexuais. Foto: iStock

Pessoas que se sentem atraídas sexualmente por pessoas inteligentes gostam do uso correto da linguagem. Quando elas ouvem alguém falando de forma culta ou escrevendo com uma grafia correta, há um despertar de interesse sexual.

 

2. Afinidade por livros

sapiossexualidade

Algumas pessoas acham mais estimulante a quantidade de livros do que outras características. Foto: iStock

As pessoas se impressionam mais com a quantidade de livros que o outro tem do que com outros atributos. Esse pode ser um grande sinal que há tendência à sapiossexualidade.

 

3. Encontros em lugares incomuns

sapiossexuais

Marcar um encontro em uma biblioteca é algo comum para pessoas consideradas sapiossexuais. Foto: iStock

Quem possui esse tipo de preferência não considera um jantar ou uma ida ao cinema bons lugares para um primeiro encontro. Para os sapiossexuais, uma biblioteca ou um museu de artes pode ser mais adequado.

 

4. Inteligência emocional

sapiossexualidade

Pessoas sapiossexuais valorizam indivíduos que conseguem ler e interpretar os sentimentos. Foto: iStock

Não se trata apenas de sentir estimulo sexual com a demonstração de domínio sobre vários assuntos ou a desenvoltura em um debate. A inteligência emocional, isto é, a capacidade de ler os sentimentos de forma adequada, também é muito apreciada.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros