Especial Casamento

Alugar ou comprar o vestido de noiva? Conheça prós e contras

Por Redação Doutíssima 19/10/2015

Dentre os principais itens que envolvem os planos de uma cerimônia de casamento está o vestido da noiva. Um dos grandes dilemas das mulheres fica entre alugar ou comprar a peça. Sem dúvidas, seja qual for a opção, ele deve combinar com você, com a cerimônia e não prejudicar o restante do seu orçamento.

Confira dicas que podem ajudar na hora de tomar a decisão e como ficar atenta para que a escolha seja a menos problemática possível.

alugar-ou-comprar-Fortissima-iStock-Getty-Images

Um dos grandes dilemas das mulheres fica entre alugar ou comprar o vestido de noiva. Foto: iStock, Getty Images

Prós e contras de alugar ou comprar 

Primeiramente, estabeleça junto de seu noivo o valor médio para o gasto com a peça. A partir disso, pode ficar mais fácil descobrir o ponto de partida da procura pelo modelo. A data do casamento, o local e horário em que será realizado também devem ser levados em consideração.  

Caso você decida pela compra de um modelo pronto, é importante ter a noção de que o gasto será maior em relação ao aluguel ou confecção com costureira. Se você tem intenções de guardá-lo como recordação, tenha um espaço especial em seu armário.

Além disso, ao optar pela compra, você será a primeira a usar o modelo, adaptá-lo ao seu gosto e poderá até mesmo usar para o trash the dress sem se preocupar com os cuidados do alugado.  

Muitas noivas têm optado pela compra online. Sites chineses oferecem modelos diferenciados e a custo baixo, mas podem trazer problemas na hora da escolha. Você não consegue experimentá-los antes de adquirir, o prazo de entrega é longo, e ainda, você corre o risco de ficar sem a peça caso o site não seja confiável.

O momento atual da economia não está favorável para comprar em dólar. No último mês, a moeda norte-americana ultrapassou o valor de de R$ 4, recorde desde o início do Plano Real, em 1994.

Ao alugar o vestido, você deve estar ciente que somente irá lembrá-lo pelas fotos e filmagens da cerimônia. Mesmo assim, caso o orçamento esteja apertado, considere essa opção. Visite uma loja e busque um modelo que combine com seus anseios e o seu estilo. 

O mercado de vestidos de noivas oferece ainda uma alternativa a mais para aquelas noivas indecisas entra o alugar ou comprar: o primeiro aluguel. Considerado como um intermediário, o estilista ou costureira da loja desenha o modelo junto com você e o confecciona conforme suas vontades e capital disponível.

Entretanto, após usar a peça em seu casamento, ela volta para a loja e é oferecida para que outras noivas a aluguem. A opção é um pouco mais cara que um aluguel simples, mas ainda assim, mais em conta que comprar o vestido.

Outra saída além do alugar ou comprar é a reforma. Se sua mãe, avó ou outra familiar está disposta a oferecer o vestido que usou em seu casamento, aproveite a oportunidade e o leve a uma costureira de confiança.

Você pode adaptar o modelo ao seu corpo e até mesmo adicionar detalhes que combinem com você. Nesse caso, o importante é conservar o original, mas deixá-lo com o seu jeito.

Prepare-se para gastar 

De acordo com a pesquisa da empresa que auxilia no planejamento de matrimônios Quem Casa Quer Site, o custo médio de uma cerimônia de casamento no Brasil é de R$ 40 mil. O valor do resultado se refere a eventos entre 80 a 120 convidados e inclui despesas como aluguel do salão de festas, vestido da noiva, terno do noivo, igreja, decoração, alimentação, vídeo e fotografia.

Além disso, o levantamento apontou que os noivos geralmente separaram em torno de R$ 2,6 mil apenas para o vestido da noiva. Entretanto, esse valor também é ultrapassado, pois a pesquisa mostra que 50% dos casais entrevistados gastaram mais do que o previsto inicialmente. 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros