Sexualidade

Confira tudo o que você precisa saber sobre engolir o esperma

Por Redação Doutíssima 09/11/2015

Muitas mulheres têm dúvidas se engolir o esperma pode fazer mal para a saúde. A boa notícia é que não há problema algum nisso, sendo que estudos inclusive mostram que ele é capaz de trazer benefícios para a saúde. Quer experimentar? Então aprenda algumas dicas e técnicas que talvez ajudem nessa missão.

 

Esperma pode fazer bem para a saúde

O sêmen é composto principalmente de água, contendo ainda aminoácidos, proteína, açúcares como frutose e glucose, sais minerais como cálcio e zinco, e vitamina C. Por isso ele é considerado “comestível” e quando engolido, percorre e enfrenta o mesmo processo digestivo das comidas “normais”. E acredite, pesquisas apontam alguns benefícios nessa ingestão.

engolir-o-esperma-doutissima-istock-getty-images

Pesquisas apontam benefícios, como a melhora do humor, para quem ingere esperma. Foto: iStock, Getty Images

Um estudo conduzido pela State University of New York, Estados Unidos, concluiu que engolir o esperma é capaz de ajudar na luta contra a depressão. Para realizar a pesquisa eles pesquisaram e compararam a vida sexual e a saúde mental de 293 mulheres, sendo que aquelas que mencionaram fazer sexo desprotegido e que entravam em contato com o sêmen relataram ser mais felizes.

 

Os pesquisadores acreditam que isso ocorre em razão da composição do esperma. Eles indicam que o sêmen contém ao menos três substâncias químicas consideradas antidepressivas, capazes de aumentar sentimentos de afeto e melhorar o humor, por exemplo.

 

Além disso, de acordo com uma pesquisa conduzida pela North Carolina State University, engolir o esperma é capaz de prevenir a ocorrência de câncer de mama. Para chegar a essa conclusão os pesquisadores coletaram dados de mais de 15 mil mulheres que haviam praticado felação recentemente e engolido o esperma.

 

Como engolir o esperma sem medo

Você pode engolir o esperma do seu parceiro sem medo, mas antes de partir para o sexo oral é recomendável que ambos façam testes para doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Do contrário, é recomendável e necessária a utilização de preservativos. Superada essa fase, confira algumas dicas capazes de ajudar nessa missão.

 

Tudo começa com um grande sexo oral. Isso é importante porque você terá a possibilidade de controlar a situação e, depois, a quantidade de sêmen que colocará na boca. É desnecessário engolir tudo.

 

Acostume-se também com o sabor. Isso tornará tudo mais fácil e diminuirá as chances de você ter alguma repulsa ou reflexo de colocá-lo fora. Para fazer isso deixe cair um pouco sobre o rosto ou corpo e experimente. O gosto não deve ser um problema, principalmente se ele não for fumante e estiver com a saúde em dia – fatores que podem afetar negativamente o gosto do líquido.

 

Manter a mente aberta é muito importante, e depois que você se acostumar com o sabor tudo fica mais fácil. Basta deixá-lo entrar na boca e então engolir tudo.

 

Caso você não tenha se acostumado com o sabor e ainda assim deseja ingeri-lo, há dicas para fazer isso sem traumas. Primeiro você não deve deixá-lo muito tempo em sua língua, sendo possível ainda manter um copo de suco de frutas próximo à cama e tomar um gole logo após.

 

Além disso, a técnica da garganta profunda é uma ótima tática. Quando ele estiver prestes a liberar o esperma, leve o pênis profundamente à garganta – isso evita que o sêmen entre em contato com a língua e o sabor não será um problema.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 


Sites parceiros