Receitas

Cápsulas em alta: aprenda a preparar um café expresso diferente

Por Redação Doutíssima 16/11/2015

Na padaria, no bar, no escritório ou em casa, lá está ele nos fazendo companhia entre uma tarefa e outra e nos mantendo alertas. O café conquistou os brasileiros, que se tornaram tanto consumidores quanto produtores. E essa relação estreita ganhou ainda mais força com o preparo de café expresso em cápsulas. 

Não se pode negar que essa nova forma de fazer a bebida veio para ficar. Segundo dados apresentados na Semana Internacional do Café, em 10 anos as monodoses (como é chamada a opção em cápsula) representarão 20% a 30% do mercado consumidor do grão dos cafezais.

cafe-expresso-doutissima-istock-getty-images

Café expresso feito em cápsulas tem conquistado espaço no Brasil pela praticidade. Foto: iStock, Getty Images

As monodoses apresentam diversas vantagens para o consumidor. Entre as principais estão a possibilidade de experimentar diversos de sabores com enorme facilidade e o designer das máquinas, que dão um charme ao ambiente, seja na cozinha ou no escritório.

O preparo de café dessa forma preza pela praticidade e qualidade. Os preços das cápsulas podem variar entre R$ 1,10 e R$ 2,50, porém as empresas desse setor disponibilizam para venda kits com 10 ou mais doses. Você só precisa escolher a opção que melhor cabe no seu bolso, sem deixar a qualidade de lado.

Mercado do café em cápsulas

Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), atualmente 4% dos brasileiros prepara o seu café utilizando as monodoses. Ainda para esse ano estima-se que o consumo aumente 3%.

Ainda de acordo com a Abic, 91% dos consumidores de café em cápsulas está nas classes A e B. São Paulo e a região Sul concentram 53% das vendas, mas o crescimento de vendas desse produto é registrado em todo o território nacional.

 

Origem do café expresso

A origem do café expresso remonta ao ano de 1880. Na segunda metade do século XIX o termo começou a ser usado na Itália, bem antes de existirem máquinas específicas para fazer esse tipo de bebida. A intenção era prepará-lo com a maior rapidez possível.

 

Foi somente em 1901 que surgiu a primeira máquina de café expresso, patenteada por Luigi Bezzera sob o nome Tipo Gigante. Tratava-se de um equipamento a vapor que tinha uma caldeira e quatro divisões.

 

A partir daí, assiste-se ao aparecimento de várias empresas relacionadas com a produção e comercialização de máquinas de café expresso e toda a filosofia por trás da bebida.

 

Como inovar no café expresso em cápsula

Quer começar o dia de maneira diferente ou então dar um toque todo especial para aquele encontro com seus amigos? Que tal aprender a preparar o Café Granola?

A receita é bem simples. Escolha a cápsula e a coloque na máquina. Prepare o café (40 ml) em um copo alto e despeje o leite no espumador para o deixar cremoso ou use o bico de vapor.

 

Quando a espuma estiver com aspecto denso e cremoso, coloque-a sobre o café no copo, acrescente cobertura de caramelo e espalhe um pouco de muesli, um cereal à base de flocos de aveia crua, por cima. O seu café está pronto para ser degustado!

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre o café expresso? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros