[the_ad_group id="16403"]
Beleza > Cabelos

Descubra se o shampoo antiqueda é realmente eficaz

Por Redação Fortíssima 13/04/2016

Quando você passa as mãos pela cabeça e percebe que alguns fios estão caindo, a sensação não é nada agradável. Não é à toa que a queda de cabelo é um problema que pode afetar a autoestima. Na maioria dos casos, a primeira solução que aparece é comprar um shampoo antiqueda. Mas será que ele é verdadeiramente eficaz?

Para entender melhor a questão, é válido lembrar que o couro cabeludo possui, em média, 100 mil fios de cabelo. Todos os dias, porém, perdemos naturalmente cerca de 75 a 100 deles.

Uma perda patológica ocorre quando caem mais de 150 fios por dia. O quadro pode ter ligação com fatores ambientais, hormonais ou até relacionados ao cuidado com os cabelos. De qualquer forma, vale investigar.

Como funciona o shampoo antiqueda

A eficácia do shampoo antiqueda depende muito das causas da queda capilar. Se o problema for ocasionado pelo excesso de oleosidade, caspa ou infecções fúngicas e bacterianas no couro cabeludo, os ativos de limpeza presentes podem ajudar a atenuar o incômodo. Mas, ainda assim, a lavagem com esse produto específico será apenas uma parte do tratamento.

Investigar as causas da queda do cabelo com auxílio de um médico dermatologista também é recomendado, pois às vezes até mesmo alterações hormonais geradas por altos níveis de estresse podem ter relação com o quadro. Neste caso, por exemplo, investir no shampoo antiqueda não surtirá nenhum efeito positivo.

De modo geral, o shampoo não pode ser considerado uma solução efetiva. Principalmente porque ele fica pouco tempo em contato com o couro cabeludo. Os ativos detergentes de limpeza nele presentes penetram nos poros superficialmente e têm pouca ação sobre a raiz.

Assim, conforme o nome antiqueda sugere, ele pode ajudar a prevenir a queda capilar, mas não a acabar com ela. Geralmente, o tratamento efetivo é feito com loções indicadas pelo médico, que contêm um ingrediente chamado minoxidil. Elas têm ação comprovada, ajudam a estimular o crescimento do cabelo e a evitar a calvície.

Para apresentarem bons resultados, porém, as loções devem ser utilizadas de forma correta. Elas precisam permanecer em contato com o couro cabeludo, no mínimo, por quatro horas. Geralmente, são administradas por quatro meses, até os folículos serem estimulados e os resultados visíveis aparecerem.

shampoo antiqueda

Perda patológica ocorre quando caem mais de 150 fios por dia. Foto: iStock, Getty Images

Mitos sobre queda capilar

Quando o assunto é queda de cabelo, muitas pessoas questionam se os hábitos do dia a dia têm influência sobre o quadro. A lavagem diária dos fios, por exemplo, não possui nenhuma relação com ele. Aqueles que caem com o ato da lavagem ou ao pentear os cabelos já estavam previamente soltos e são aqueles que costumam cair ao longo do dia.

O uso de tinturas também não tem a ver com a queda de cabelos, pois os pigmentos  agem no comprimento dos fios, não na raiz dos cabelos. Mas isso não significa que as químicas deixem de exigir cuidados: elas enfraquecem a haste dos cabelos, o que os deixam fracos, porosos e ressecados, com maior tendência à queda.

Por isso, se o seu objetivo é evitar a queda capilar, o melhor a fazer é manter hábitos de vida saudáveis – incluindo momentos para relaxar e aliviar o estresse -, aderir a um cardápio balanceado, com direito a frutas e verduras e, claro, lavar e hidratar bem os fios. Prevenir é sempre melhor do que remediar.

Gostou das dicas? Costuma usar shampoo antiqueda? Deixe o seu comentário! Também aproveite para conhecer o Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]