[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

Acidose metabólica: sintomas, causas e tratamento

Por Redação Doutíssima 26/03/2014

acidose metabólica

A Acidose metabólica é o acúmulo excessivo de ácido no sangue. Ela ocorre quando o oxigênio não consegue chegar aos órgãos e como resultado, o sangue se torna muito ácido, com pH inferior a 7.1, devido à falta de bicarbonato no organismo. Existem vários tipos de acidose metabólica:

Acidose diabética ou cetoacidose diabética, que é uma complicação aguda grave, que pode ser fatal. No diabetes tipo 1, ela pode ser o primeiro sinal da doença ou ser o resultado do aumento das necessidade de insulina. No tipo 2, pode acontecer sob condições graves, como a septicemia.

Acidose hiperclorêmica, que é o resultado da perda excessiva de bicarbonato de sódio pelo corpo, como pode ocorrer no caso de diarreia grave

Acidose lática, que é causada pelo acúmulo de ácido lático no organismo

Sintomas:

Os sintomas da acidose metabólica não são específicos e o diagnóstico pode ser difícil, a menos que o paciente apresente evidências claras no exame de sangue. Os sintomas podem ser:

  • Dor no tórax
  • Dor de cabeça
  • Ansiedade
  • Náusea, vômito e dores abdominais
  • Alterações no apetite, aumento de peso,
  • Fraqueza muscular, dores nas articulações

 

A acidose metabólica causa também aceleração respiratória, que provoca a diminuição da acidez do sangue.

Causas:

A acidose metabólica é provocada por uma produção excessiva de ácidos pelo organismo ou pela eliminação insuficiente desses ácidos pelos rins. As principais causas podem ser:

  • Insuficiência renal
  • Diabetes
  • Acúmulo de ácido lático
  • Perda de bicarbonato
  • Intoxicação alimentar
  • Jejum

 

A análise de gás no sangue arterial ou exame de eletrólitos no soro são exames que podem identificar e confirmar a presença de acidose e determinarão se é do tipo respiratória ou metabólica.

Tratamento: 

acidose metabólica

O pH abaixo de 7.1 é considerado uma emergência, pelo risco de causar arritmia cardíaca. O tratamento pode ser feito com a administração de bicarbonato por via intravenosa, de 50 à 100 mmol de cada vez, sob o monitoramento rigoroso do nível de gás arterial no sangue, para controlar o equilíbrio do pH.

No caso da acidose lática, a atenção deve ser redobrada, pois há riscos de complicações sérias.

Se a acidose é muito séria ou em caso de intoxicação, é recomendado consultar um nefrologista. O tratamento com diálise pode ser a solução para a intoxicação e a acidose.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

Entenda o que é hematologia e quais são as principais doenças do sangue

Cuide dos seus rins: como prevenir cálculo renal e outras complicações

Diabetes tipo 2 pode ser revertida com tratamento na fase pré-clínica

Diabetes e alimentação: Como manter-se saudável todos os dias

Como agir em caso de intoxicação 

O que fazer em caso de intoxicação alimentar

Diabetes: conheça os tipos de insulina para baixar a glicose

 

 


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]