Cabelos

Tricoptilose provoca pontas duplas e indica fragilidade dos cabelos

Por Redação Doutíssima 31/05/2014

Também conhecida como pontas duplas, a tricoptilose é uma maneira que o corpo encontra para avisar que a saúde dos cabelos está com problemas. Trata-se de uma condição bastante reclamada entre as mulheres, mas que pode ser evitada com ações básicas no dia a dia.

Para entender a tricoptilose, inicialmente, é importante saber que o fio do cabelo é composto por três partes, as quais ficam seladas quando o cabelo está completamente hidratado e saudável. São elas a medula, o córtex e a cutícula – essa última é a camada que fica exposta.

Ressecamento dos fios e a desnutrição do cabelo faz surgirem as pontas duplas. Foto: Shutterstock

Ressecamento dos fios e a desnutrição do cabelo fazem surgir as pontas duplas. Foto: Shutterstock

Quando acontece o ressecamento dos fios ou a desnutrição do cabelo, as camadas se abrem e acabam por deixar as partes internas expostas. Isso gera uma quebra, fazendo com que o fio possa se abrir em duas partes, criando a tricoptilose. Assim como na triconodose (nós no cabelo), a tricoptilose também pode ser evitada com pequenas mudanças de hábito.

O que leva à tricoptilose

As formas de dano físicas e químicas são as piores e mais comuns na tricoptilose. O uso excessivo de produtos que imprimam calor no cabelo, como o secador e a chapinha e a ação dos raios ultravioleta durante o verão, combinados com a água do mar ou da piscina, propiciam o aparecimento da tricoptilose, que também pode ser resultado da negligência no cuidado com a hidratação dos fios. Quanto mais ressacado o cabelo estiver, mais ele irá se subdividir e quebrar.

Para evitar o aparecimento da tricoptilose, procure usar produtos de boa qualidade e que sejam indicados para o tipo de cabelo que você possui. Mantenha os fios hidratados, aplicando a máscara capilar de hidratação uma vez por semana e penteando com cuidado.

Outra maneira comum de lidar com a tricoptilose é manter o corte sempre em dia. Quanto mais tempo a pessoa passa sem cortar ou aparar a ponta dos fios, mais frágeis e fáceis de quebrar eles ficam. O mais indicado é tirar em torno de 3 ou 4 centímetros de comprimento dos fios quando eles forem aparados.

Um fator que parece não importar muito, mas é bastante importante quando relacionado com a tricoptilose, é a alimentação. Pessoas que possuem uma dieta saudável e balanceada sofrem muito menos com a tricoptilose. Isso acontece porque o corpo não possui todos os nutrientes necessários para manter os cabelos hidratados naturalmente.

Hidratação profissional

Especialistas indicam que é necessário fazer uma hidratação com um profissional a cada dois meses. Mesmo que você aplique a máscara uma vez por semana, os profissionais da área podem analisar melhor a qualidade do fio e ministrar a hidratação mais corretamente. Marque uma visita ao seu cabelereiro!

Se você quer controlar a tricoptilose, não abra mão de comprar um bom protetor térmico para o cabelo. Como o efeito do calor sobre os fios é forte, se faz necessário tratá-lo da mesma maneira que é feito com a pele. O protetor solar protege a pele e suas estruturas, assim como o protetor térmico capilar atua no mesmo sentido com os fios.

A tricoptilose é mais comum em cabelos compridos, então, pessoas com longas madeixas precisam ter mais cuidado. Procure também para não dormir com os fios molhados, pois isso causa tanto triconodose quanto tricoptilose. Por fim, mas não menos importante: não deixa o cabelo secar por inteiro, pois compromete os fios.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

 

10 Mitos e verdades sobre queda de cabelo

5 Dicas para acabar com a queda de cabelo

Queda de cabelo pode ser relacionado a problema de saúde

Água quente faz cair cabelo? Conheça oito motivos para evitar e preserve suas madeixas

Detox capilar: o melhor tratamento para os cabelos de quem abusou do verão

Implante de cabelo: mitos e verdades sobre a solução para a calvície

Como evitar cabelos danificados no verão


Sites parceiros