Clínica Geral

Intestino preso: sintomas, causas e dicas para livrar-se do problema

Por Dr. André Alfredo 12/06/2014

intestino preso

A constipação intestinal, popularmente conhecida como intestino preso ou prisão de ventre, é um distúrbio comum, caracterizado pela dificuldade permanente em evacuar. A eliminação de gases e fezes torna-se um problema frequente na vida do paciente, com repercussão em vários outros órgãos e até no lado emocional.

O que caracteriza o intestino preso?

A definição mais recente de constipação intestinal não se preocupa tanto com a quantidade de dias que o intestino não funciona, já que existe uma variação muito grande e pessoal dessa frequência, de 3 a 12 vezes por semana. Mas o mais importante são as características dessas evacuações, como o esforço excessivo para evacuar, fezes endurecidas e ressecadas e sensação de evacuação incompleta.

De fato, é possível que uma pessoa que evacue todo o dia tenha o intestino preso, apesar da frequência diária. Se existe um esforço excessivo, “fezes de cabritinho” e sensação de evacuação incompleta, além de sintomas como desconforto, distensão e inchaço abdominal, mal-estar, gases em excesso, distúrbios digestivos e até alterações emocionais, certamente é um quadro de prisão de ventre que se apresenta.

Em todo caso, somente quando os sintomas persistem na vida do paciente, pode-se diagnosticá-los como constipação intestinal. Em outras situações que fogem à rotina, a exemplo das viagens, é comum que o intestino fique preguiçoso e volte a funcionar normalmente, na retomada do dia a dia.

A prisão de ventre é um transtorno que pode afetar qualquer indivíduo, no entanto, as mulheres – especialmente, na gravidez -, as crianças e os idosos têm mais propensão ao problema.

Causas do intestino preso

Dentre as várias causas de intestino preso, destacam-se a dieta pobre em fibras e líquidos, sedentarismo, consumo excessivo de proteína animal e alimentos industrializados e não atender a urgência para evacuar (ou seja, segurar a vontade de ir ao banheiro).

Junto a essas razões benignas de constipação intestinal, existem doenças, tanto do intestino como de outros órgãos, que podem originar o distúrbio, como diverticulose, hemorróidas, fissuras anais, câncer de intestino, alterações neurológicas ou no metabolismo (hipotireoidismo e diabetes) e até mesmo o estresse, depressão e ansiedade. O uso de medicamentos também provoca o problema.

O mais importante na abordagem da constipação intestinal, antes mesmo de se tratar, é verificar por quais motivos esse intestino não está funcionando corretamente. Portanto, não fazer um diagnóstico correto, com exames clínicos e complementares, e apenas mascarar os sintomas com qualquer tratamento pode colocar a saúde e a vida do paciente em risco.

8 dicas para combater a prisão de ventre

– Beba mais líquido. Cuidado com o excesso de bebida alcoólica, porque ela ajuda a desidratar as fezes;

– Aumente o consumo de saladas, folhas verdes, legumes e verduras;

– Coma mais frutas (se possível, com casca), nos intervalos das refeições. Lembre-se que mamão, melancia e ameixa são aliados famosos contra o intestino preso;

– Aumente o consumo de fibras e cereais integrais: pão, arroz, macarrão, semente de linhaça;

– Pratique atividade física regularmente

– Vá ao banheiro sempre que tiver vontade, não se segure;

– Tente administrar as situações de estresse e ansiedade, pois elas podem ter influência direta sobre o funcionamento dos intestinos;

– Procure assistência médica se notar mudanças significativas nos hábitos intestinais. Não deixe também de ir ao médico, se as fezes estiverem muito ressecadas ou muito finas, se houver sinais de sangramento ou se você estiver emagrecendo sem nenhuma explicação aparente.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

 

Saiba mais:

Alimentos que curam: veja como uma alimentação simples e natural pode ajudar a restabelecer a saúde de pessoas e animais

Problemas digestivos: Saiba como prevenir e tratar a gastroenterite viral

Gastroenterite: aprenda 7 dicas para evitar a gastroenterite e parar de sofrer

Aprenda a identificar os sintomas da apendicite e evite que o problema se agrave ainda mais

Entenda a salmonela (diarreia intensa)

7 Dicas para consumir mais fibras

6 Verdades e mentiras sobre o leite

 


Sites parceiros