[the_ad_group id="16401"]
Dieta

Dietas eficazes: conheça 4 opções que podem trazer bons resultados a você

Por Redação Doutíssima 30/09/2014

Se você já tentou todas as dietas da moda e nada deu certo, talvez os métodos utilizados estejam errados. Estas dietas possuem princípios que podem se adaptar ao seu organismo ou estilo de vida – ou não. Por isso, talvez seja o momento de apelar para dietas eficazes, que levem em conta outras propostas para perder peso.

dietas-eficazes

Tente perder peso com novas receitas e sinta-se mais saudável. Foto: Shutterstock

A situação pareceu familiar? Você já tentou mudar a alimentação e não teve sucesso? Então siga as nossas dicas e veja as dietas eficazes que podem alterar a situação.

Opções de dietas eficazes

1. Dieta mediterrânea

É geralmente aceito que as pessoas nos países banhados pelo Mar Mediterrâneo vivem mais e sofrem menos de câncer e doenças cardiovasculares do que a maioria dos americanos.

O segredo, não tão surpreendente, é um estilo de vida ativo, controle de peso e uma dieta pobre em carne vermelha, açúcar e gordura saturada, e rica em produtos como nozes e outros alimentos saudáveis.

Além da perda de peso, é possível promover com esta dieta a saúde do coração e do cérebro, a prevenção do câncer e controle da diabetes, por isso ela faz parte do grupo das dietas eficazes.

2.Dieta de South Beach

Há bons carboidratos e gorduras, como também há carboidratos e gorduras ruins. Esta é a chave para a perda de peso através da dieta de South Beach, uma das dietas eficazes para perder peso, já que prega escolher os melhores de cada um dos grupos de alimentos.

Isso significa que o cardápio é recheado de muitos vegetais, peixes, ovos, laticínios com pouca gordura, proteína magra, como frango e peru, cereais integrais e nozes. A dieta de South Beach é baixa em carboidratos e permite mais proteínas e gorduras saudáveis ​​do que outras dietas.

3. Dieta alcalina

O pH é a medida dos ácidos e alcalinos do corpo em uma escala de 0 a 14. As substâncias ácidas variam de 0 a 7. O vinagre, por exemplo, que tem um pH de cerca de 2,0, é ácido. Substâncias alcalinas, entretanto, situam-se entre 7 e 14 na escala. O cálcio é altamente alcalino: tem um pH em 10.

Em seu estado natural, o corpo é ligeiramente alcalino, oscilando entre 7,35 e 7,45. Os defensores da dieta alcalina argumentam que comer alimentos como carne vermelha pode acabar com o equilíbrio do pH e contribuir para uma saúde debilitada.

Equilibrar o seu pH através da dieta leva a inúmeros benefícios à saúde. Para ter sucesso com uma das mais famosas dietas eficazes, a regra é comer 80% de alimentos alcalinos e apenas com 20% de alimentos ácidos.

4. Dieta Raw

Esta dieta tem origem no final de 1800, quando Maximilian Bircher-Benner, um médico, descobriu que poderia curar a sua própria icterícia comendo maçãs cruas. Assim começou uma série de experimentos sobre os efeitos dos alimentos crus para a saúde humana.

Os alimentos crus da dieta são aqueles que não tenham sido cozidos, processados, geneticamente modificados ou expostos a pesticidas ou herbicidas. O cardápio inclui frutas frescas, legumes, nozes, sementes e ervas, tudo em seu estado natural.

Os defensores dizem que cozinhar retira a maioria das vitaminas nos alimentos e quase todos os nutrientes. A maioria das pessoas que seguem o plano consome apenas metade das calorias que iriam comer em uma dieta cozida.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]