Guia do Sexo Anal

Fazer sexo anal também transmite DSTs. Saiba como se proteger

Por Redação Doutíssima 01/11/2014

Muitas pessoas procuram fazer sexo anal para evitar os riscos do sexo vaginal, mas o que elas não sabem que é quase todos esses riscos também estão presentes na penetração pelo ânus. Na verdade, os cuidados devem ir ainda além, pois é mais fácil haver a contaminação durante a prática anal.

Ou seja, se você quer uma vida sexual saudável, é absolutamente necessário saber como fazer sexo anal com segurança. Deixe de ser aquela pessoa que considera a gravidez indesejada o único risco relacionado ao sexo – as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) são muito mais fáceis de pegar do que você imagina.

fazer sexo anal

O risco de pegar uma DST é maior no sexo anal. Foto: iStock, Getty Images

Por que fazer sexo anal é mais perigoso?

O preservativo é fundamental para fazer sexo anal com segurança. Isso porque o ânus é uma área muito sensível, e contém muitas bactérias. É por isso que o uso de preservativo durante o sexo anal é uma boa ideia, mesmo se você está em um relacionamento com fidelidade mútua.

Lembre-se de usar em abundância um lubrificante à base de água durante o sexo anal, para ajudar a proteger a pele sensível e para a prevenir que o preservativo se rompa, o que é mais provável durante o sexo anal. Além disso, tal como o sexo vaginal ou oral, é possível pegar uma DST através do sexo anal.

Em alguns casos, os riscos de DSTs são ainda maiores com sexo anal, devido à sensibilidade do ânus. Assim, torna-se mais fácil que ocorra algum tipo de ruptura em seu tecido, abrindo o caminho para o contágio.

Fazer sexo anal também pode aumentar os riscos de câncer anal. Isso porque a maioria, na maioria dos casos, esse tipo de condição é causado pelo vírus do papiloma humano (HPV), sexualmente transmissível. O vírus pode ser transmitido através do sexo anal, assim como o sexo vaginal e oral, mas é mais comum no primeiro caso, já que a área pode ficar suscetível devido a qualquer tipo de fissura.

Como fazer sexo anal seguro?

Por causa do alto risco de DSTs associado ao sexo anal desprotegido, é extremamente importante ter alguns cuidados ao praticá-lo. Embora o sexo anal seguro não elimine completamente esses riscos, as chances de contágio podem ser reduzidas significativamente.

Fazer sexo anal seguro significa usar um preservativo de látex ou poliuretano, além de uma grande quantidade de lubrificante (do tipo que não danifique a camisinha escolhida), que, além de diminuir a chance de ruptura nos tecidos, proporciona um sexo mais prazeroso e indolor.

Dê sempre preferência a lubrificantes à base de água quando usar preservativos de látex, já que outras substancias podem contribuir para o seu rompimento. Também é importante usar luvas para cobrir os dedos e as mãos durante a masturbação anal. Outro cuidado importante é jamais inserir o pênis na vagina após o sexo anal sem primeiro remover (ou mudar) o preservativo.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros